Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Cenas de preparação de um casamento #3 A Mula na Dama de Copas

Que a Mula vai casar, já todos sabem, que a Mula vai levar vestido sem alças, poucos saberão. Ficam assim a saber que o vestido maravilhoso, lindo e perfeito com que a Mula se vai pavonear no dia do seu casamento é cai-cai. Como tal, precisa de um segura mamas - vulgo sutiã - sem alças também. Só que a Mula não usa sutiãs cai-cai normalmente até porque as ditas não são a coisa mais leve do mundo e o dito, costuma cair mesmo. No entanto o vestido tem corpete coiso e tal e tal e coiso e vai deixar tudo no sitio.

 

Bem, adiante.

 

A Mula foi à Dama de Copas, que fazem copas grandes - dizem - próprias para vestidos de noiva. Pois... lá fui. Vi um, feio e caro, específico de noivas, mas já resignada, queria ir experimentar a ver se o dito cujo cumpria o que prometia. Farta de correr as lojas, já estava por tudo. 

 

Experimentar sutiãs na Dama de Copas? Desafio-vos a experimentar um sutiã na Dama de Copas! Aquilo não é para os fracos... só os fortes sobrevivem naquela loja. E eu sou tão fraquinha... 

 

A miúda com ar de sabichona que me atendeu, explicou-me que não sabemos usar correctamente os sutiãs, e que até ela tinha dificuldades em encontrar (se calhar, aqui é melhor abrir um parênteses... é que a miúda não tinha mamas, como pode ter dificuldades em encontrar sutiã,  quando ela na realidade nem precisa de um? Bem, deve ter sido o que lhe disseram na formação,  para dizer aos clientes... adiante) e que usar um sutiã adaptado ao nosso corpo era de extrema importância e o blá blá blá do costume. Pergunto se posso experimentar.

 

A miúda com ar de sabichona: Sim, claro, mesmo que não o compre já, fica já com uma ideia do que temos.

A Mula com ar entediado: Muito bem, onde são os provadores?

A miúda com ar de sabichona: Ah, mas espere, que como é a primeira vez que cá vem, vamos fazer-lhe uma avaliação e blá blá blá, é grátis, e blá blá blá, precisamos de, no mínimo, 40 minutos. 

 

Pára tudo!

 

Quarenta minutos, no mínimo? É verdade que tinha a tarde toda livre, mas não, eu não iria estar dentro de uma loja a experimentar sutiãs durante 40 minutos, no mínimo!

 

"Fique lá com o sutiã, que eu não tenho 40 minutos para desperdiçar na minha vida assim desta maneira", foi o que eu pensei. Educadamente rejeitei tal avaliação, agradeci, e saí da loja... Depois fui a várias lojas no Porto, mais antigas, que não tinham o que eu procurava, mas que tinham uma inimizade comum para com a Dama de Copas, pois ao que parece, para além do tempo exigido, dos preços praticados e das meninas sabichonas, é normal pisarem as pessoas nessa "avaliação" para além de que são várias as pessoas que se queixam dos tamanhos anormais dos ditos que depois acabam por magoar as pessoas... Nomeadamente nas axilas. 

 

E pronto, após algumas horas de busca, lá encontrei um sutiã por um terço do preço que a Dama de Copas pedia, bem mais bonito, e de boa qualidade. Viva à Triumph que me salvou a vida... Aliás, as mamas! E viva às meninas simpáticas que lá trabalham.

131 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.