Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Eight - The Health Lounge | Vegetarianar com style

 

Roidinha que estava por experimentar, pensei que não o faria tão cedo, até porque a Mula não é nada dada a modas e  restaurantes da moda e muito menos a 300 km de distância. Mas a verdade é que uma viagem de trabalho aliada a uma vontade de experimentar novos sabores  - de preferência saudáveis - levaram-me a experimentar o Eight bem ali na baixa lisboeta num dia cinzento e chuvoso.

 

O que dizer-vos do Eight...

 

O Eight é mais um restaurante pipi, que com muita pena minha é pensado quase em exclusivo para os turistas. Está desenhado para turistas, está escrito para turistas e incrivelmente até os empregados quando se dirigem às pessoas, sem saber a nacionalidade, iniciam a conversação em inglês, mas nada que me surpreenda para vos ser sincera. Também não eram muito simpáticos, na volta até soam melhor em inglês.

 

Mas à parte de tudo o Eight é um espaço muito agradável. 

 

1520901627892.jpg

 

É moderno e acolhedor. Adoro a decoração, a forma como os diferentes espaços foram criados e percebe-se que cada detalhe foi pensado ao pormenor. Confesso que só as mesas todas rabiscadas - são mesmo assim! - é que as considero um pouco desenquadradas.

 

Achei curioso a forma como entregam os pedidos: pedimos e pagamos inicialmente no andar de baixo, entregam-nos um pauzinho com um número, que nos pedem para colocar em cima da mesa bem visível e assim sabem onde entregar cada pedido,  uns momentos mais tarde. Apesar de um método engraçado,  tenho sérias dúvidas de que com a casa cheia o método resulte efetivamente...

 

Vamos ao menu. Para pessoas como eu que adoram sandes, petiscos e saladas o difícil é escolher, pois fiquei com imensa curiosidade de provar um pouco de cada. Já  o Mulo - espécime altamente carnívoro, de algum sustento - difícil foi escolher algo que pudesse apreciar. Já eu, confesso-vos, acho que qualquer escolha  teria sido boa pois  gostei bastante das combinações de ingredientes que apresentaram.

 

Acabamos por partilhar os pedidos. Assim, comemos uma salada mediterrânica com quinoa - acho que comi pela primeira vez quinoa quentinha, ai tão boa! -, pepino, tomate, queijo feta, amendoins torrados e... Flores? Porquê as flores? Não sei mas já não vivo na ignorância, eram boas as flores, sejam lá o que forem. Acho que os sabores da salada conjugaram lindamente  e mesmo os amendoins que inicialmente foram olhados de lado - mas quem é que coloca amendoins numa salada? - souberam muito bem. Vou ter que reproduzir isto em casa. Tirando a parte das flores, não vá o Diabo tecê-las... 

 

1520901775576.jpg

(Mediterranean Blowout

 

Partilhamos também uma tosta de queijo de caju e endro - com sabor a Philadelphia -  em pão integral com pepino e microgreens - seja lá o que isso for. Achei a tosta muito saborosa, mas excessivamente crocante, confesso que cheguei a temer partir um incisivo ou lascar mais um molar, mas superado o ato de trincar a côdea a tosta era muito saborosa. Mas apesar de ter gostado, acho que um panini teria sido uma melhor opção por ser mais completo para uma refeição.

 

1520901729335.jpg

(Toast - Cheese)

 

O Mulo gostou bastante da salada mas acabou a torcer o nariz à tosta. Para beber... Aqui é que a porca torceu o rabo. Eu gosto de gengibre, descobri que o Mulo nem por isso... Escolhi um sumo de maçã  limão e gengibre que combinou muito bem quer com a tosta quer com a salada... Mas acho que aqui eu e o Mulo não ficamos de acordo. "Demasiado picante para um sumo..." disse. 

 

1520901858568.jpg

(Lite Journey) 

 

Quanto a preços...

 

Achei os preços muito pouco coerentes. Acho barato pagar 5/6€ por uma salada, ainda por cima com ingredientes menos usuais como a quinoa - pago bem mais por uma salada na Vitaminas onde os ingredientes têm sabores muito mais artificiais - e não me choca pagar 5€ por esta tosta cheia de coisas boas e verdes. Mas confesso que pagar 4€ por um sumo achei demasiado caro e pagar 3€ por uma sopa já me parece excessivo - ainda que tivesse muito bom aspeto. De resto, e escolhendo bem, seria um restaurante que eu iria com relativa frequência se tivesse um perto de mim, e acho sinceramente, que fazem falta opções saudáveis quando não levamos marmita para o trabalho e precisamos de ir almoçar fora.

 

O Eight parece-me por isso uma ótima opção, porque contrariamente ao habitual  quando comemos fora, em cada taça, em cada refeição comemos saudável e arriscar-me-ia até a dizer que comemos saúde sem descurar o sabor. 

 

O Eight é a prova que podemos comer bem sem que as coisas nos saibam a um pedaço de cartão. 

 

Gostava de um Eight aqui no Porto! De preferência em bom português* e com preços bem ajustados aos salários dos portuenses. 

 

E daqui  quem é que já foi ao Eight? Que opinais vós? 

 

*Claro que, e só porque sou Mula, fiz questão de ignorar todos os estrangeirismos do billboard - ahahahahah - e pedi tudo em português, com à exceção do sumo,  cuja tradução desconhecia totalmente. Deve ser por isso que a moça da caixa me fez cara feia o tempo todo.

16 comentários

Comentar post

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.