Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Naked Attraction

Conhecem?

Já ouviram falar?

 

 

Para quem não conhece, uma breve descrição deste programa que dá na Sic Radical: É uma espécie de Tinder televisivo, ou seja, alguém procura homem ou mulher tendo por base as impressões a nu. Inicialmente só aparecerem as partes baixas das pessoas até aos genitais, e esse alguém vai ter de excluir um elemento tendo por base o pouco que vê - que às vezes não é tão pouco assim -; numa segunda fase, a cortina sobe para mostrar o tronco, e uma nova pessoa é eliminada tendo em conta exclusivamente o físico, e só quando restam apenas 4 elementos que a cara é mostrada permitindo uma nova avaliação. No final, os elementos falam, a pessoa que está a escolher fica também a nu e decide com quem vai sair para se conhecerem melhor e ver se o amor - ou tudo o resto! - surge.

 

Ó pá o programa é tão estúpido... Mas adoro ver! Nunca gostei de - nem vejo! -  Stories Secretas, nem de Loves no Topo nem de outros que tais, mas este acho-o muito engraçado e do ponto de vista social, dá para retirar imensas conclusões.

 

Gosto do facto de o programa não se limitar ao básico: Homens à procura de mulheres e mulheres à procura de homem. Há homens à procura de homens e mulheres à procura de mulheres, e aqui percebemos que a forma de caçar para uma queca procurar a alma gémea é diferente.

 

Retiro deste programa que as mulheres são claramente mais exigentes e picuinhas do que os homens, o que é curioso. Durante anos - e ainda nos dias de hoje - sempre se associou a mulher à pureza, à delicadeza, a uma pessoa apaixonada, e que por sua vez os homens olhavam para as mulheres como mercadoria, como objetos, e aqui vemos tanto o oposto... São mais as mulheres que olham para os homens como objetos. Para terem noção em alguns programas há mulheres que até os dentes dos homens foram avaliar - não é assim que se escolhem os cavalos? - e até o sotaque é motivo de exclusão. Já os homens acabam a parecer mais envergonhados e menos críticos no que toca ao físico do mulherio. Já as lésbicas não me parecem tão exigentes com os corpos femininos, ou tão picuinhas, mas os gays já me parecem muito mais exigentes tendo por base homens a avaliar mulheres e homens a avaliar homens.

 

O que mais me faz rir neste programa é quando as caras são reveladas. Tantas vezes os corpos nada têm que ver com as caras. Belos corpos carregam tantas vezes caras menos atrativas, e tantas vezes corpos mais desproporcionais que são no início eliminados correspondem a belíssimas caras e pessoas mais atrativas. E depois quando os vemos vestidos? Ai tantas vezes não têm nada que ver.

 

É curioso ver como há tantos corpos,  neste caso femininos, tão diferentes e por serem tão diferentes dos nossos nos faz olhar para nós e perceber que afinal o nosso peito não é tão grande, ou tão desproporcional, que afinal a nossa barriga até nem é má e que nem sempre umas pernas torneadas implicam um rabo jeitoso. Gosto também de perceber que nem sempre os corpos mais jeitosos são os escolhidos, que há outros pormenores que homens e mulheres dão valor para além de um corpo torneado e bronzeado.

 

Em introspetiva: Eu não seria capaz de participar, essencialmente pelo tipo de exposição, mas a verdade é que é o nosso corpo e não deve ser vergonha ou tabu mostrarmos o nosso corpo, ainda que na televisão. Os animais andam nus, e nós somos apenas mais um tipo de animal que talvez por termos bastante menos pelo, sentimos necessidade de nos cobrirmos. Inicialmente, claro, cobrimo-nos para nos protegermos do frio, mas atualmente é uma questão que ultrapassa muito a situação de calor ou frio. Mostrar determinadas partes do corpo é exibição, é vergonhoso. Certo, vivemos numa sociedade que assim o exige, mas parece-me também que vivemos numa sociedade que sexualiza demasiado os corpos e este tipo de programas - há outros, como o Adão e Eva e o Dating Naked - vêm tentar alterar um bocadinho as peças do jogo e quiçá alterar um pouco as mentalidades. Gosto de acreditar que sim.

 

À parte de tudo, e mesmo que não altere nada, sempre vemos - por vezes - umas pilinhas engraçadas caras interessantes.

 

Quem é que já viu o Naked Attraction, qual a vossa opinião?

20 comentários

Comentar post

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.