Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Foto da Semana #4

1517154732022.jpg

 

Esta semana não é bem uma foto. Não tem qualidade, não tem plano ou perspectiva, tem apenas muita emoção. Estou finalmente abaixo dos 70kg! Lutei muito para ver os valores a descer e finalmente vejo um número que realmente me alegra a alma. Em Junho de 2017 estava acima dos 83kg... E parece mentira já ter perdido mais de 13 kg!Consegui e esta foto é mais um marco para que nunca mais me esqueça que é para ser um caminho sem volta!

 

Obrigada a todos pelo apoio nesta luta! 

Foto da Semana #3

1516558502365.jpg

 

Esta semana trago-vos como foto uma foto de um animal que gosto muito: o lemur, neste caso o lemur-preto-e-branco-de-colar, típico da ilha de Madagáscar e que de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza está em risco de extinção. Este em particular, vive no Zoo da Maia e parece-me que gosta de posar para as fotografias.

 

Boa semana a todos! 

Desafio | Foto da Semana #2

1515856691445.jpg

 

A foto desta semana tem as minhas cores favoritas. Adoro as cores de Outono, essencialmente agora, quando o inverno tenta esconder o que o Outono sujou. Acho que o que gosto nesta altura é o equilíbrio do frio com cores que nos dão a ideia de calor. Não tarda já não há qualquer rasto das folhas, das flores e mais rápido do que imaginamos elas estarão a florescer novamente para embelezar as ruas e os jardins.

 

Gostaram da escolha desta semana?

Dia Mundial da Fotografia

 

 

Sou uma apaixonada por fotografia.

 

Agora com o smartphone tornei-me mais preguiçosa - tenho apenas um Huawei que me permite fotografias banais - e infelizmente já não ando sempre com a máquina em punho e por isso raramente tiro fotografias com a qualidade devida, daquelas que eu digo e me admiro "porra, fui mesmo eu que tirei?", porque há um anos, só ele tirava fotos de apaixonar. Tudo o que sei de fotografia ao Mulo devo, ainda que muito antes de o conhecer já gostava e já tinha a minha máquina de rolo da Olympus que sempre me acompanhava, que a mãe me ofereceu quando passei para o 5º ano.

 

Mas a verdade é que para mim fotografia era pegar na máquina, apontar e disparar. E é tão mais que isso... Hoje em dia sei bem que é muito mais que isso.

 

À medida que fui aprendendo novas técnicas tornei-me mais exigente com as fotografias dos outros. Passei a reparar em pormenores que até então não reparava - tipo fotos inteiras com os pés cortados... tiram-me do sério. Não sou, no entanto, a pessoa mais indicada para tirar planos direitos. Aliás é fácil de perceber quais são as minhas fotos e as do Mulo na mesma máquina, é que as dele estão sempre muito alinhadas, muito perfeitas e as minhas têm sempre uma ligeira inclinação para a direita, vá-se lá saber porquê - terei algum problema na mão direita?

 

Com o telemóvel acabamos por regredir um pouco, acaba por ser novamente apontar e disparar, mas o facto da fotografia ficar logo ali à mão para utilização é um charme ao qual não consigo resistir...

 

A foto ali em cima, e que há pouco publiquei no instagram é uma daquelas fotos por acaso. Encontramos este spot enquanto procurávamos um restaurante, e apesar de não termos o tripé connosco tínhamos mesmo ali um muro que nos auxiliou. É o que eu chamo de astros alinhados com os meus, adoro quando isto acontece.

 

A verdade é que adoro fotografia, qualquer tipo de fotografia: boa ou má, com qualidade ou sem, mas que seja verdadeira - não sou fã de fotomontagens e o instagram está carregadinho delas - porque fotografar é captar um momento que será guardado para recordarmos mais tarde. E eu adoro boas memórias, por isso faço por fotografar só coisas boas! Como esta vista: é uma vista deliciosa que me lembra bons momentos passados nesta cidade.

 

Fotografem muito nesta vida, porque um dia poderão recordar com outro tipo de clareza os bons momentos que viveram, quem foram e o que fizeram.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.