Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Sr. Pulga, Sr. Doente #Atualização

Na quarta-feira fomos fazer a ecografia para tirarmos finalmente as teimas, irra que semana mais comprida, na minha cabeça só ocorria o pior... E eu que me julgava tão otimista... Acho que sou só uma pessimista disfarçada.

 

IMG_20171221_093200.jpg

 

Antes de mais dizer-vos que foi só um susto, está tudo bem. Já posso respirar de alívio, finalmente!

 

Posto isto, o desabafo...

 

Às vezes não consigo entender se é o meu gato que é totalmente diferente do normal  - vá ele realmente de normal tem pouco mas... - ou se são os profissionais de saúde descuidados/despreocupados.

 

A clínica onde fui não tem máquina para a ecografia - até aqui tudo bem - e então para a realização da dita foi feita uma marcação prévia com uma semana de antecedência. Marcaram para as 19h. Cheguei 10 minutos antes da hora prevista para evitar atrasos, coisa que odeio, mas a técnica responsável pela eco chegou 30 minutos atrasada.

 

É realmente agradável ter um animal encarcerado numa caixa quase 1 hora numa sala de espera com outros animais stressados... Tentei manter-me calma.

 

Quando entro no gabinete para a realização da ecografia percebi que aquilo tinha tudo para correr mal. O Pulga já estava stressado por estar um salsicha a uivar na sala de espera - não o posso condenar porque até a mim me pôs os nervos em franja - e a auxiliar para ajudar liga a máquina de tosquiar - quem tem gatos sabe que eles odeiam aparelhos com barulho - e vira-o de barriga para cima para tosquiar - posição confortável, barulho agradável, tudo perfeito. "Isto não vai correr bem!" digo. "Ah! Isto é rápido!" respondem. Obviamente mal lhe encostam a máquina barulhenta à barriga que ele vira tigre e mostra agressividade. Lá explico que o Pulga pode ser bastante agressivo e que a coisa desta maneira não ia correr bem, até porque ele não iria ficar sossegado a fazer a eco e peço por favor para o sedarem - confesso que comecei a ver a minha vida a andar para trás, tendo em conta que ele já me atacou quatro vezes... Por muito menos - lá acedem a sedá-lo quando percebem que poderíamos não sair do gabinete em bom estado. Em suma, tinha marcação para as 19h, a moça chega lá às 19h30 e ainda tenho de voltar para a sala de espera para aguardar que o bicho adormeça...

 

Não adormeceu. Deram-lhe um sedativo fraquinho e só ficou em modo gato-boneco, e lá o tosquiaram e analisaram como devido quase às 20h. Pobre bicho ali fechado num espaço tão pequeno sem conforto, sem água e sem comida. 

 

"Não encontro aqui nada..." diz a técnica. "Ah mas na semana passada tinha aí qualquer coisa, mas hoje realmente também já não sinto nada..." diz a veterinária,  e roda o aparelho para a esquerda e roda o aparelho para a direita e nada de nada... Lá avança que vê que os gânglios ligeiramente inflamados e que deveria de ser isso que se sentia, o que na minha opinião, que não percebo nada disto, é perfeitamente normal já que ele tinha a garganta totalmente inflamada... Paga mais 60€ Mula e não bufes!

 

Claro que estou super feliz que não seja nada, que tenha sido apenas um susto mas, sinceramente, cada vez mais me convenço que os veterinários são como os mecânicos: adoram fazer-nos gastar dinheiro desnecessariamente, exagerando nos sintomas para nos apavorar. Bastava que tivessem dito "ele tem qualquer coisa aqui na garganta que é melhor vermos..." mas não, preferem logo avançar para o cenário mais negro "um possível tumor" para que  os donos nem pestanejem na hora de avançar com os exames... No entanto se tivessem avaliado hoje novamente o pescoço do Pulga veriam que a ecografia já não seria necessária, mas claro que assim já não lucrariam um valor tão elevado...

 

Posto isto, o Pulga foi submetido a todo este stress por nada. Eu fui submetida a este stress todo por nada. Ele perdeu o pelo da barriga até à garganta, e eu perdi quase 1/3 do meu ordenado...

 

No meio disto tudo, o que ainda me custa mais é que ele olha para mim como se dissesse "tão cedo não te perdoo isto!" e agora mal pego nele - ele adora colo - esperneia para ir para o chão...

 

Isto de ser mãe de um tigre anão tem os seus quês...

 

P.S.: Descobri ainda que há auxiliares que avaliam a agressividade pela cor dos olhos dos gatos: "Agressivo? A sério? Mas ele é tão lindo e tem estes olhos azuis tão grandes..." estive quase para dizer "por mim estejam à vontade, mas eu espero lá fora..." Eu posso ter um gato anormal... Mas estas pessoas de normal também me parece que têm pouco.

Sr. Pulga, Sr. Doente

IMG_20170814_122656_709.jpg

 

 

O meu Pulga é um gato com pouca saúde. Para além dos acessos de raiva que por vezes lhe dá e que ninguém compreende, também tem problemas urinários e durante vários meses andou medicado para os cristais na bexiga. Felizmente encontrei uma ração que o permitiu deixar a medicação e tem andado bem, há vários anos que não tem nenhuma crise renal. 

 

Semana passada começou a vomitar todos os dias. Inicialmente só à noite - achei que comia à pressa por causa do frio e não liguei - e então mudei-lhe o quarto de sítio. Depois começou a vomitar também durante o dia - aqui comecei a ficar preocupada, mas como continuava enérgico e continuava a comer fui deixando andar - e uns dias depois deixou de comer - estranhamente continuou enérgico... - e bebia muito mais do que o normal. Levamo-lo ao veterinário na segunda-feira. Passei o fim-de-semana com o coração nas mãos. A veterinária disse que era uma virose e que ele estava com uma inflamação ocular e na garganta e era por isso que vomitava - ardia-lhe a comer e ele acabava por deitar tudo cá para fora - e então deu-lhe uma injeção com antibiótico, com o objetivo de dar a segunda dose de antibiótico dois dias depois. Ontem levou a segunda dose de antibiótico e a garganta dele já estava bastante melhor apesar de ele continuar a comer muito pouco - húmida ainda come, mas seca está mais difícil. Na apalpação encontraram-lhe um papo na tiroide...

 

Vai então fazer uma ecografia para a próxima semana para despistar a possibilidade de tumor na tiroide... 

 

É que este gato não me dá descanso.

 

E é assim... Quase a fazer dois anos da morte do meu Mimo, tenho o meu Pulga doente, curiosamente o Pulga está com a mesma idade do Mimo quando morreu... Eu não quero pensar nisso mas... É inevitável não fazer associações é inevitável não me preocupar, é inevitável não sofrer com tudo isto...

 

Bolas, mas porque raio tenho eu animais? Sofro demasiado com eles... Eu não deveria de ter animais...

Kedi: Um documentário sobre gatos chega ao cinema

 

Como assim um documentário sobre gatos no cinema? Confesso, estou com a minha alma de queixos caídos no chão. Em primeiro, porque são poucos os documentários que chegam aos grandes ecrãs, em segundo porque não é um documentário sobre cães, não é um documentário sobre macacos, não. É um documentário sobre gatos, mais propriamente sobre sete gatos que vivem nas ruas de Istambul, na Turquia.

 

Kedi, que significa gato em turco, vai contar a história de sete gatos de rua, que se relacionam com os humanos cada um à sua maneira. Foi considerado um dos melhores documentários do ano de 2016 - ano em que foi lançado - e foi tão aclamado pela crítica que finalmente chega a Portugal.

 

Estreia dia 25 de Janeiro num cinema próximo de si mas para quem for de Lisboa, pode assistir a este documentário em primeira mão - primeira como quem diz, já que chegou com quase dois anos de atraso - no Fórum Lisboa, sendo que as receitas de bilheteira irão reverter a favor da Associação SOS Animal.

 

Para vos aguçar o apetite deixo-vos com o trailer.

 

Lançamento Viagem ao Mundo dos Gatos

Pois é, o Clube de Gatos do Sapo prepara-se para lançar o seu segundo livro intitulado Viagem ao Mundo dos Gatos, para ajudar mais patudos que diariamente aguardam um novo lar nas Associações Tico & Teco e Projecto Amor Animal. 

 

Querem ajudar?

 

Apareçam no dia 4 de Junho pelas 17 horas no Animal Fest'17 no Parque Verde do Loures Shopping e comprem-nos um livro com várias histórias dos gatos do Clube e ajudem-nos a ajudar. Se não puderem comparecer, ajudem-nos a divulgar.

 

Obrigada!

 

20432626_QhLZb.jpeg

Desafio 365 Fotos #1 Modo Preguiça

Ao que parece as minhas paredes são boas para atirar barro, porque colam! O blog Crónicas de um café mal tirado fez um ano - antes de mais, os meus parabéns - e lançou um desafio aos seus leitores: 1 foto por dia, 365 fotos no total! E claro que eu não poderia deixar de participar. Não prometo que não haja trapaça, e que todas as fotos sejam tiradas exactamente nesse dia, mas serão, disso não tenham dúvidas, fotos com algum significado especial nesse dia, e é isso que importa não é verdade?

 

E para começar...

 

Desafio #1.jpg

 

Sempre me disseram que os animais emitam os seus humanos. Ora aqui está um dos meus animais a imitar a humana Mula no seu modo preguiça, porque hoje é dia de continuar de molho para espantar a gripe!

Sete anos de ti!

E faz hoje precisamente sete anos que abri aquela caixa de cartão carregada de furos que te continha! Sete anos que me bufaste pela primeira vez, como quem perguntava quem eu era e o que queria de ti. Felizmente rapidamente percebeste que a partir daquele momento eu seria a tua humilde escrava que apenas te queria amar e que implorava pelo teu amor. Faz por isso hoje sete anos que te peguei ao colo pela primeira vez e te dei leitinho para beber, muito antes de saber que afinal já nem deverias beber leite.

 

Já não eras pequenino, mas sempre te vi como um bebe, e ainda hoje vejo, mesmo passados sete anos! És tu que dorme ao meu lado horas a fio quando estou doente. És tu que me dás turrinhas para me alegrar, ou simplesmente para me acordar porque queres mimo ou brincadeira.

 

E faz hoje sete anos de um amor, que poucos compreendem! Sete anos de Mimo, com muito mimo! Sete anos de Ti!

 

Mimo.jpg

 

Desafio: "Histórias com Gato Dentro"

 

O Clube de Gatos do Sapo, lançou um desafio, que consiste em escrever um conto sobre gatos, real ou ficcionada, em que a personagem principal é um gato. Que tal contarem uma história com o VOSSO gato?

 

Podem participar até dia 31 de Dezembro, e a melhor história tem direito a um presentinho.

 

Vá, vá, ide lá ver as condições e toca a participar.

 

"Histórias com Gato Dentro" - Clube de Gatos do Sapo.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.