Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Imaginem...

...Uma história engraçada e duas pessoas que a querem contar!

 

Estão a imaginar?

 

Pronto, então se imaginaram bem, perceberam o caos, a selvajaria que será, certo?

 

Adoro, casais que se atropelam a falar (not); que cortam as frases um do outro para serem eles a contar (not); que falam ainda mais alto se o outro não se calar, para serem eles a terem piada (not)! Na realidade, odeio pessoas que tentam anular outras, que absorvem o poder da palavra de uma tal maneira, que a palavra é só, única e exclusivamente deles, que monopolizam todo o diálogo, que até a palavra diálogo deixa de fazer sentido empregar.

 

 

Conhecem alguém assim?

Curral da Má Língua #5 Odiar o próximo

E após quase dois meses de pausa da Má Língua (oficialmente) aqui no curral, hoje regressamos com um tema lançado pela Vânia Garcia.

 

Querem uma sugestão?

 

Aproveitem e insultem bem as pessoas que odeiam... Este curral é um lugar seguro, tão bom como estar deitado num divã em associação livre. Vamos destilar veneno e expulsar a raiva? 'Bora lá...

 

197034_955e_1024x20002.jpg

 

Aprochegem-se aqui à orelhinha - nada inha - da Mula, e digam-me com todo o vosso coração, o que gostariam de dizer a alguém que odeiam/que vos irrita/que vos consome a alma/que simplesmente vos tira do sério. Digam tudo aquilo que gostariam de lhes dizer olhos nos olhos.

 

Estão a ver a caixinha dos comentários? Façam de conta, que está lá uma fotografia dessa pessoa...

 

E que comece o enxovalho em... 3... 2... 1!

Stalker Natalício ou admirador secreto?

E em plena véspera, da véspera de Natal - bem pela hora era mesmo quase vespera de Natal - recebo um montão de chamadas de um número desconhecido... atendo a primeira chamada: uma voz ofegante tentava dizer qualquer coisa do outro lado da linha... assustei-me com tal situação e desliguei a chamada... recebo imediatamente um SMS com um simples "ok".

 

Ok... pensei eu, deve ser engano!

 

Eis que esse alguém, desesperado imagino, me começa a ligar insistentemente e a mandar mensagens, de amor, acho eu... pelo menos dizia que me amava... Ligou mais umas tantas vezes até eu ficar sem bateria. Quando ligo o telemóvel para além das imensas chamadas tinha também outras tantas SMS em desespero, de amor...

 

Quando coloco o número no google - o google é muito meu amigo e tem resposta para tudo - eis que o número surge associado à secção de relax de um site qualquer duvidoso...

 

E hoje a brincadeira continua, com mensagens cada vez mais parvas.

 

Provavelmente isto começou por um engano, e resultou agora numa brincadeira parva qualquer, de alguém que não tem mais nada de útil para fazer com a vida, mas vou agarrar-me à ideia de que tenho um admirador secreto, já que nunca tive nenhum... e é Natal e apetece-me!

 

[Vou só brincar mais um bocadinho com o tipo e já bloqueio o número, que já me começa, efectivamente, a chatear... é que há realmente com cada uma!]

10 coisas que todos precisam de saber antes de frequentar a minha casa

imagem post.jpg

 

  1. Os meus gatos são mais importantes que os convidados.
    E como tal, não irei fazer nada contra os meus gatos só porque desagrada os convidados, como os trancar, os tirar do local onde dormem (sofá), nem impedir que estes implorem por comida à mesa.

  2. Evitem a roupa preta e branca.
    Há pelo branco, bege e preto espalhado por toda a casa. Se não querem sair de daqui com um casaco de pelos nas calças, evitem ao máximo esses tons.

  3. Nem sempre tenho boas maneiras.
    E por vezes levanto-me da mesa e vou para o sofá, ainda que hajam pessoas a acabar de comer a sobremesa. My house, my rules.

  4. Nem sempre cozinho.
    Adoro receber pessoas cá em casa, mas nem sempre me apetece cozinhar. Por isso, vir cá almoçar, ou jantar, por vezes implica comer frango de churrasco ou costelinhas. Quem não gostar, convém sondar a minha boa disposição com alguma antecedência. Há no entanto, sempre, bebidas alcoólicas e sumos, para compensar.

  5. Nem sempre há sobremesas magníficas.
    A menina gulosa (eu) por vezes esquece-se de fazer sobremesa, por isso por vezes é só qualquer coisa comprada no supermercado, como um gelado, ou salada de fruta.

  6. Sou desnaturada.
    Se não tiver fome é possível que não ofereça de comer, se alguém tiver fome, aconselho que me dêem um sinal, ou me digam directamente. O que nos leva directamente para o ponto 7.

  7. Raramente tenho bolachas em casa.
    Por isso se alguém contar beber um chá acompanhado de umas bolachinhas de chocolate, é melhor contarem com outra coisa qualquer, como pão... ou simplesmente iogurtes e queijo.

  8. Eu sou mais importante que os meus convidados.
    Por isso se dormirem cá, não esperem que vá madrugar para preparar o pequeno almoço, se estiver de folga é possível que ainda esteja a dormir à hora do almoço. Isto origina outra regra cá em casa, e passamos para o ponto 9.

  9. "Mi casa, es su casa".
    Tens fome? Tens sede? Vai à cozinha e serve-te, que só abro as portas da minha casa a quem confio, e em quem confio pode mexer à vontade nos armários da cozinha cá de casa. No entanto, a confiança tem limites. Passemos para o último ponto.

  10. "O comando é meo".
    Podem pedir para mudar de canal, mas se eu estiver a ver alguma coisa na televisão, nunca em tempo algum, peguem no comando e mudem, simplesmente, sem qualquer pedido de autorização, é possível que fique a resmungar o resto do dia.

 

À parte de tudo isto, sou super simpática e uma óptima anfitriã.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.