Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Tristezas não pagam dívidas? Depende...

Digo muitas vezes que tristezas não pagam dívidas. Digo, porque é o que se diz, mas se formos a ver bem as coisas, tristezas podem pagar dívidas, senão, vejamos:

 

Ide chorar muito e contarem uma historinha altamente triste e deprimente para a segurança social, ou até mesmo para as ruas, a ver se essa tristeza não ajuda a pagar dívidas... No fundo é tudo uma questão de perspetiva, de empenho, de motivação e acima de tudo de criatividade, até porque como tudo na vida: há choros e choros. 

 

Eu conheci um senhor que contava, com imenso orgulho, que ia para as ruas do Porto contar histórias tristes, e que as pessoas lhe davam dinheiro - imenso dinheiro - para o ajudar. Mal sabiam é que o senhor era só mentiroso e com a mania que era chico-esperto.

 

Por isso pensem duas vezes antes de dizerem que as tristezas não pagam dívidas, porque podem efetivamente pagar.

29 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.