Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Se isto não é o karma... Então não sei o que o karma é!

Andei toda a semana passada a esfregar as mãos, porque iria ter um dia para dormir mais um bocadinho de manhã, esta semana. Não muito mais, mas mais um bocadinho, uma vez que tenho uma consulta no hospital e não iria trabalhar logo de manhã cedo...

 

Bom dia pessoas!

 

Esse dia era hoje e ainda acordei mais cedo que o normal que foi dia de lavar a trunfa... Já estava a secar o cabelo quando me lembrei que tinha a consulta e que poderia perfeitamente ter ficado na cama mais uma hora!

 

Eu realmente...

 

Só posso andar mesmo muito lixada da cabeça para me esquecer de tal. Logo eu! Que tenho um urso em hibernação constante dentro de mim. 

Coisas que acontecem por cá...#10

Há uns tempos ia num IC a caminho de casa e passa uma carrinha por mim na faixa da esquerda... Em sentido contrário!

 

Não posso negar, nos primeiros instantes duvidiei de mim, duvidei que eu é que estava bem e paniquei. Olhei logo pelos espelhos e percebi que estava tudo bem, que ainda não estava doida da cabeça e que estava tudo bem. E volto a olhar pelo espelho e lá ia a carrinha em contra mão... Fiquei sem saber o que fazer, se seguir, se chamar a polícia, mas a verdade é que a saída - entrada na realidade! - ficava a menos de 3km e chamar a polícia e não chamar, já ninguém iria encontrar a carrinha, mas fiquei atónita confesso.

 

Isto permite-me fazer um paralelismo com outros cenários da vida: Quando as coisas apertam, é fácil duvidarmos de nós, mesmo quando à partida fizemos tudo bem.

A Neura...

Ninguém gosta de estar com a neura. Causa cabelos brancos, esfumam-se (literalmente) cigarros, as rugas intensificam-se e suponho que no geral toda a gente prefira andar tranquila e feliz.

 

No entanto, temos de reconhecer que a neura por vezes é importante. No meu caso, desorganizada incurável, os meus armários gritam constantemente por serem arrumados e reorganizados. Se não me der a neura como é que eles se arrumam?

 

Não sei quanto a vocês... Mas eu quando estou com a neura não há armário que me resista. 

 

E eles agradecem...

 

Haja alguém que agradeça!

 

E vocês? O que fazem quando estão com a neura?

Uma espécie de curta do dia #44

No trânsito... Como na vida:

Facilitas a entrada àquele gajo que estava na faixa de aceleração ou no cruzamento, mas se precisares uns quilómetros mais à frente que o gajo te facilite algum movimento ou alguma passagem, ele não irá facilitar.

 

No trânsito... Como na vida: Retribuir é uma palavra que não faz parte do dicionário de qualquer pessoa.

Uma espécie de curta do dia #42

Questões que apoquentam e muito a Mula à segunda-feira:

Afonso Cruz escreveu o livro Para onde vão os guarda-chuvas, e a Mula pergunta:

 

Para onde vão as meias depois de irem à máquina de lavar roupa?

 

Não sei se por aí acontece o mesmo, mas por aqui as meias entram sempre casadas na máquina, mas há sempre uma que vai comprar tabaco e não volta... 

 

 

P.s.: Vendem-se meias desemanadas para dias coloridos e descontraídos. Life is too short to wear boring socks!

Passei a maior vergonha da minha vida

Ontem estive a fazer umas pesquisas no meu PC da empresa e pelos vistos ativei uns alertas de um site qualquer sem querer. Apercebi-me que ativei mas não dei importância. "Depois quando o alerta aparecer eu elimino" E assim foi... E assim foi, mas não sem antes ter passado a maior vergonha da minha vida.

 

Pois que o site era banal, uma espécie de revista online. Mas o alerta tinha tudo menos de banal.

 

"SEXO" em letras garrafais. "Os melhores brinquedos sexuais" ligeeeeeeiramente mais pequeno.

 

Naquele preciso momento a minha nova chefe precisou de vir ao meu PC e eu não tive tempo de fechar o alerta que teimava estar no canto inferior direito do ecrã.

 

 

Não sei se viu. Agimos as duas com naturalidade, mas imagino que em breve terei uma inspecção para procurarem pornografia aqui no estaminé virtual.

 

Juro-vos que as pesquisas tinham que ver com o pedido que vos fiz no instagram, pesquisava expressões populares regionais que nada tinham que ver com sexo! Palavra de Mula! 

 

Ó vida!

Mula que tens em repeat?

 

Há muito que não vos dava música... Hoje é o dia!

 

 

Disfarçada de bela música, de música ligeira, vem em pezinhos de lã e fala-nos de violêcia. Daquela violência que não se vê mas que deixa marcas para a vida. A violência que é anularmo-nos para cabermos nas caixinhas dos outros. E adaptamo-nos. E ficamos. Moldamo-nos. E ficamos. E cedemos. E ficamos. Vale a pena? Nunca devemos deixar de ser quem somos por ninguém... Nunca devemos de pôr a felicidade de outrém acima da nossa.

 

Nunca...

 

... Porque...

 

... No final, o que resta de nós?

Desafio de escrita dos pássaros #17 Luz e Sombra

Imagem retirada daqui

 

Rio feliz, com candura, e serenamente,
Limpo as lágrimas e escondo o lenço,
Escondendo no lenço a amargura,
Que na alma se crava, de modo denso.


Porque de dia sou luz, sou alegria e multidão,
Mas à noite sou sombra, sou tristeza e solidão!
Porque de dia sou barulho, sou gente com esplendor.
Mas à noite sou silêncio, sou vazio... Apenas dor!

 

Choro triste, sem pudor, mas ternamente,
Escondo o sorriso envergonhado que à luz espreita,
Escondendo no coração a alegria,
Que na alma brota, de modo puro, tão perfeita.


Aceito-me. Não tenho de viver em contra-luz,
Nem contra a luz, nem contra as sombras.
Aceito os meus sorrisos e os meus olhos raiados.
Aceito os dias felizes e os amargurados.


E o que seriam dos dias sem as noites?
Ou então das sombras sem as luzes?
Bem ou mal eu quero sentir,
Nem que em mil pedaços me tenha de partir!

 

Hachi - O Raro!*

Dizem que quem sai aos seus... Não é de Genebra degenera e dizem também que os animais tendem a ser parecidos com os seus donos. Começo a acreditar nisso.

 

Eu odeio jantar sozinha. Se ao almoço praticamente toda a vida almocei sozinha, ao jantar sempre o fiz acompanhada e se estou sozinha em casa acabo sempre a comer uns cereais com leite - sim é cereais com leite e não leite com cereais que ter umas coisas a boiar no leite não tem piada nenhuma - e vou comer para o sofá ou até mesmo para a cama, depende do cansaço. Não gosto, pronto.

 

Parece-me que o Hachi sai a mim em alguns pontos...

 

IMG_20200108_235830.jpg

 

No que toca às refeições,  o Hachi tem dois comportamentos bizarros. Primeiro: Só come à noite, esteja sozinho ou acompanhado, de dia ele não come. Bebe muito, mas comer nada. Por isso aquela coisa de comer 2 ou 3 refeições ao longo do dia, não acontece e até podemos deixar os cereais à descrição na taça,  que chegamos à noite e aposto que se os contar não faltará nem um. Segundo: Não come sozinho. Para comer temos de estar com ele cá fora, e aí come tranquilamente - ainda que desconfiado sempre a olhar a ver se ali continuamos junto a ele - mas se nós formos para dentro de casa ele afasta-se da taça e não toca na comida. Por isso, se nós estivermos com ele cá fora às 20h é às 20h que ele come, se só chegarmos a casa às 23h é às 23h que ele come. E se estivermos o dia todo fora de casa, de manhã os cereais estão todos na taça. Antigamente só comia na presença da minha mãe, atualmente e felizmente, também já come comigo.

 

Já tive imensos cães e nunca tal me aconteceu, e até já tive uma serrinha - uma serra da estrela, mas eu chamava-lhe serrinha - que no verão, com o calor, era um inferno para comer, mas ia comendo, pouquinho mas ia. Quando o Hachi chegou, o facto de só comer à noite, achamos que era pelo mesmo motivo, como foi no verão pensamos que tinha que ver com o calor do dia, mas entretanto o inverno chegou e o estranho habito se mantém.

 

No que toca a não comer sozinho... Posso pensar que não gosta de estar sozinho, mas claramente durante o dia ele está ocupado a pintar a manta, que as coisas estão sempre fora do sítio com ele, mas no que toca às refeições... Tem realmente este comportamento estranho e receio que um dia que eu e a minha mãe estejamos fora, de férias, que ele não coma com a pessoa que o venha ver...

 

Vocês que estão desse lado com animais, algum comportamento semelhante? Dicas? Sugestões?

 

 

__________________

* Ao estilo dos antigos reis. Já que é o rei da casa.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.