Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Curtas do dia #231 Resposta

Isto esteve renhido! Muito bom!

 

E a resposta que é verdadeira, é....

 

2. A Mula já participou num concurso de flauta e foi desclassificada porque se esqueceu da peça que ia tocar. Verdadeira

 

Tinha eu uns 13 anos, e era das melhores alunas de flauta e como a minha especialidade eram as peças clássicas - até pelas origens do piano, que aprendi a tocar aos 8 anos - a professora propôs-me participar num concurso que começaria na escola e se estenderia a todo o concelho. O prémio era dinheirinho, e sabe sempre bem. Ainda me lembro como se fosse hoje, a peça que iria tocar chamava-se Promenade e eu sabia-a de cor e salteada. Pois muito bem, com os malditos nervos, tremia como varas verdes, e nem levando a partitura eu a consegui tocar, era como se simplesmente não soubesse ler uma partitura musical... e pronto, pedi para recomeçar umas tantas vezes, e apesar de resingões o juri lá me foi deixando tentatar, até que pronto, resignada desisti e fui envergonhada encolher-me a um canto sob o olhar reprovador do júri que se deve ter perguntado como é que alguém como eu tinha sido proposto para um concurso musical...

 

 

Quanto à primeira afirmação....

 

1. A Mula já partiu uma peça na loja onde trabalha, e disse ao chefe que foi um cliente que partiu e fugiu. Falsa

 

Felizmente a Mula nunca partiu nada na loja, em tempos ia sendo agredida por uma andorinha que quase me caía na cabeça, mas nem lhe cheguei a tocar. Mas se partisse, não culparia ninguém, admitiria o meu erro e lá teria de desembolsar o valor da peça. Parece que tinhas toda a razão Silent Man, sou um Bambi... o que até é meio contraditório, porque não me parece possível eu ser dois animais ao mesmo tempo!

 

Mas também tenho a dizer, que o meu patrão merecia isso, porque normalmente as peças que os meus colegas partem, é porque estão a limpar, é sempre por um acidente em benefício da loja, e a loja deveria ter seguro para isso e não tem... por isso era merecido não pagarmos um cêntimo...

 

Foi engraçado perceber a ideia que vocês têm da Mula! Quer para o bem, quer para o mal. E pronto ficaram a saber que sou honesta e que bloqueio com os nervos... fragilidades de um animal de quatro patas com uma borboleta no lombo.

Desafio | Eu e os Filmes #1

Em casa ou na sala de cinema?

 

Para mim, qualquer sítio é bom para ver um filme, mas o cinema tem um encanto especial, onde até as pipocas são especiais - não sei fazer pipocas iguais às do cinema, com muita pena minha - por isso, prefiro cinema. O som é melhor, a tela é maior, até as emoções ficam maiores! E depois há outro pormenor... é que em casa o Mulo adormece quase sempre, e o cinema capta melhor atenção dele... por isso... sim, definitivamente cinema!

 

 

As doidas por cinema a responder a este desafio: Eu, Alexandra, MagdaSofiaAna SofiaDrama QueenMafaldaMagdaJustFatia MorJPAndy BloigGirl About TownRute, Nathy, Ana Rita Garcia,CaracolJoana e Bruxinha

Sempre me disseram que podia mentir...

...Desde que a mentira não prejudicasse ninguém.

 

Desde pequena que me ensinaram a distinguir o bem do mal, e que deveria ser com base nessas definições que deveria fazer as várias escolhas na minha vida. Nunca tentaram impingir-me um mundo perfeito e inexistente, porque na realidade toda a gente mente, ou já teve de mentir em alguma situação. Nunca me tentaram atirar areia para os olhos.

 

Várias vezes a minha mãe me dizia para não dizer onde tínhamos estado, onde íamos, e porquê que íamos. Me dizia para dizer outra coisa qualquer, se me perguntassem. Não creio que isso tenha influenciado, de forma nenhuma, na minha maneira de ver a vida, ou alterado negativamente a minha ética e moral. Não me tornei numa mentirosa compulsiva, nem em ninguém em quem não se pode confiar, sou aliás, totalmente o contrário, porque sempre me ensinaram, que "prejudicar os outros é que é pecado" e que "as pessoas más vão para o inferno".

 

Não concordam? Ora vejamos:

 

O "não posso" não raras vezes é utilizado em vez do "não me apetece" ou do "não quero".  O "apanhei trânsito/acidente" vem muitas vezes em vez do "adormeci" e o "estou doente" é utilizado ao expoente da loucura em tantas e diferentes situações. 

 

A verdade é que é mais fácil, por vezes, atribuirmos ao acaso, ao destino, à vida, as nossas responsabilidades, do que atribuirmos a nós, às nossas vontades. Dizer "não me apetece" vai magoar o outro. Expressar vontades, magoa muitas vezes os outros. Por isso, quantas vezes desmarquei encontros, porque "teria de ir trabalhar, afinal" quando simplesmente não me apetecia sair de casa? Quantas vezes disse "só comi coisas saudáveis hoje" quando comi um gelado à sobremesa? Quantas vezes digo às senhoras dos peditórios "não tenho dinheiro comigo" com a carteira cheia de trocos?

 

Pois é... Hoje é o Dia das Mentiras, mas todos os dias, são dias de mentira.

 

Feliz Dia das Mentiras, e aproveitem hoje para não mentirem com todos os dentes que têm na boca!

Curtas do dia #231

Hoje é dia das mentiras, dizem. Por isso hoje tenho uma adivinha para vocês. 

 

1. A Mula já partiu uma peça na loja onde trabalha, e disse ao chefe que foi um cliente que partiu e fugiu. 

 

2. A Mula já participou num concurso de flauta e foi desclassificada porque se esqueceu da peça que ia tocar. 

 

Uma destas afirmações é verdadeira e outra é falsa. Qual é qual? 

 

__________________________________________________

edit: Resposta, hoje às 16h.

Pág. 10/10

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.