Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Desafio de Cinema | 52 filmes em 52 semanas

E porque no sábado não saiu o desafio de cinema como suposto. Cá está hoje, o filme da semana 38!

 

#38 Filme Futurístico

Quem me conhece sabe que não sou grande fã de filmes de ficção científica, e aliás, até já houve uma categoria neste desafio para esses filmes. Mas quis o destino  - ou quem criou o desafio, vá! - que existisse mais um filme futurístico, e eis-me aqui a esmiuçar a mente e aa descobrir que gosto de mais filmes do que tinha ideia. E se para a categoria de ficção científica escolhi o A.I. - Inteligência Artificial, para a categoria de filme futurista escolho o Passageiros, cuja review podem encontrar aqui.

 

 

E vocês, gostam de filmes futuristas?

Addio, adieu, aufwiedersehen, goodbye

 

Hoje não há curtas do dia nem da noite. Apenas este post: uma espécie de post de despedida. Foi bom enquanto durou. Adorei andar por cá, pelo blog e pela vida no geral. Adorei conhecer cada um de vós. Adorei concordar e discordar de cada um de vós. Porque a vida não é feita só de matches. Um grande obrigado a cada um de vocês que estiveram sempre ao meu lado nos momentos de maior e menor inspiração. Nos meus melhores e nos piores momentos. Na gordura e na magreza. Na saúde e na doença. Na gula e na falta de apetite. Na seriedade e na estupidez. Na consciência e na senilidade. Essencialmente na senilidade.

 

Hoje estou de partida para Londres para correr os fatídicos 5km. É já amanhã. Escrevo este post porque não sei o que irá acontecer...

 

... Mas na eventualidade de sobreviver...

 

Segunda-feira estou de volta!

 

Obrigada e até já!

 

 

_____________________________

P.S.: Pela primeira vez em 3 anos oblog encerra para umas mini-férias, que é como quem diz, para um fim-de-semana não prolongado! Isto porque pela primeira vez parto sem deixar publicações agendadas. Mas se quiserem confirmar que estou viva, sigam-me pelo Instagram!

Processo criativo

Voltei a escrever para além das tonterías que aqui vou relatando. Voltei a escrever poesia - ou escrevi poesia recentemente, vá -  e um novo conto em forma de carta solta, que como já disse algures por aqui, é uma das minhas formas preferidas de contar uma história, um dia destes partilho convosco.

 

Quem escreve textos ficcionais e/ou fantasiosos, conhece a dificuldade que é pôr no papel uma ideia. Conhece a frustração de querer algo e não conseguir. Nem sempre me foi assim difícil. Em tempos escrever poesia ou prosa poética era fácil e existia apenas três requisitos: um papel, uma caneta e um ambiente descontraído. Em 5, 10, 15 minutos eu tinha um texto que me agradava. À medida que comecei a escrever mais, e outro tipo de textos, a dificuldade foi aumentando, talvez a exigência também tenha aumentado com o tempo.

 

Dei por mim, a espremer-me toda para conseguir escrever. Há quem cante até que a voz lhe doa, pois eu escrevi até que a alma me doesse. Doeu porque comecei por um chamamento e terminei por orgulho, quase frustrada por não conseguir pôr no papel o que verdadeiramente queria, o que imaginava inicialmente. E andei às voltas... E às voltas... E mesmo no final não fiquei satisfeita.

 

Quem escreve prosa e poesia sabe como pode ser doloroso este processo. É preciso quase entrarmos em catarse e irmos rebuscar os nossos piores e melhores sentimentos para nos colocarmos no papel da personagem que queremos criar, que não sendo sobre nós, tem tanto de nós. E custa-me que seja assim tão sofrido. Mas é um processo necessário, porque escrever prosa e poesia também é uma questão de treino. O processo de escrita criativa treina-se...

 

Eu gostava tanto de fazer um curso de escrita criativa mas como não tenho dinheiro olhem... espremo-me até ficar com a alma em cacos e frustrada pelo fraco alcance...

 

Gostava de voltar a conseguir escrever contos com a frequência com que o fazia...

 

... Hoje ainda não é o dia!

Desafio de Cinema | 52 filmes em 52 semanas

#37 Filme Cultural

E esta agora, hein? Mas... Não são todos os filmes culturais? Bem, escolho para esta categoria um filme que adorei e que tem a ver com choque de culturas, de sonhos, de preconceitos e paixões. Fala de recomeçar do zero num país que não é nosso, com uma cultura bem diferenta da habitual. Fala de histórias felizes e outras nem tanto. Falo-vos do O Exótico Hotel Marigold.

 

 

 

 

Quem viu? Quem viu? Adooooro este filme!

Pág. 1/4

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.