Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Como incomodar 3 vezes em menos de 3 minutos

Aluna da aula de espanhol chega mais de 30 minutos atrasada. Bate à porta, entra na sala, diz que vai só ali pousar as coisas e que vai à casa de banho. Sai da sala novamente. Volta da casa de banho, volta a bater à porta e a voltar a entrar. Senta-se e o telemóve com som começa a tocar!

 

Bolas! Nem eu conseguia melhor... Nem que quisesse!

A Mula regressou à escola...

Não entrei no mestrado, mas decidi começar a fazer umas formações para ocupar a cabeça, porque quando não exercitamos o cérebro os neurónios fazem as malas, vão comprar tabaco e não voltam mais. Comecei por isso, uma formação de espanhol empresarial que tanto jeito me vai dar para o meu dia-a-dia e lá vou eu duas vezes por semana para a dita, depois do trabalho.

 

Voltar à "escola" é curioso. Apesar de ser uma turma bastante diversificada, acima de tudo no que toca a idades, dá para perceber que independentemente das idades, independentemente da escola, da fomação e independentemente da disciplina, os diferentes tipos de alunos que existiam na preparatória/no secundário, continuam aqui: O gajo que tem a mania que tem piada e que quer engatar a professora, a miúda que não dá uma pra caixa mas faz muitas perguntas - essencialmente parvas porque não ouviu com ouvidos de ouvir, o que a formadora disse anteriormente - as miúdas que se acham mais espertas que as outras mas que acabam a dar as maiores calinadas, aquelas pessoas que querem tanto ser invisíveis que quase conseguem, mas cujas, formadora atenta, sempre as descobre, entre outros tipos de alunos que todos tão bem conhecemos...

 

... É engraçado perceber isto.

 

Assim como assim, é engraçado voltar a estar sentada numa secretária e ter um companheiro de carteira e olhar em volta e avaliar as pessoas, como de resto sempre adorei fazer*!

 

 

* sou uma parva analítica, bem sei.

Desafio | Se eu fosse...#19 Um sabor?

É daqueles casos em que meu sabor preferido me descreve na perfeição, por várias razões que eu já fui descrevendo neste desafio: Agridoce.

 

Eu poderia ser perfeitamente aqueles chocolates com bolachas salgadas. Ou aquele caramelo com sal. Ou até mesmo aquele molho docinho com um travo ácido. Porque eu sou no fundo aquilo que as pessoas quiserem que eu seja, no fundo eu não atiro pedras a quem não mas atirou, nem sou bruta a quem não o é comigo... - salvo raras exceções - mas se me pisarem, irritarem ou simplesmente me contrariarem de forma abusiva... Não sou tão doce assim.

Desafio | Se eu fosse...#18 Um lugar?

A praia durante o verão sem dúvida: Quente mas ventosa por vezes. Onde o mar ora convida a entrar e a sentar, mas ora afasta e diz mantém-te longe. Assim sou eu: amorosa uma boa parte do tempo, mas intempestiva quando acordo torta - o que não acontece assim tão raramente.

 

 

Serei talvez um pouco como esta praia... Parece perfeita, mas se te descuidares vais cascata abaixo... Eis a Mula... Um amor portanto!

Isto de ser uma Mula brincalhona...

...  Valeu-me ficar na rua... Já não se pode brincar nesta terra!

 

Tinha um jantar. Chego e toco à campanhía:

 

       Pessoa Trolada: Olá! - Diz com entusiasmo.

       Mula: Boa tarde, venho dar-lhe a palavra do senhor! - rio-me. 

      Pessoa Trolada: Um momento! - Tom de voz muda radicalmente. 

 

 

Passa-se um minuto... Dois... Três... Cinco... E nada da porta se abrir...

 

Mando uma mensagem a perguntar se pode abrir a porta e eis que recebo "cuidado estão aí as meninas da palavra do senhor..."

 

 

Pensei que estava a entrar na brincadeira...

 

... Só que não! 

Desafio | Se eu fosse...#17 Um livro?

Se eu fosse um livro gostaria de ser uma comédia romântica ligeira. Algo deste género:

 

 

Gostaria de entreter, mas que não me levassem assim tão a sério. Gosto de pensar que posso deixar alguém com o sorriso no rosto, que posso ser divertida e acima de tudo que posso deixar alguém de coração cheio. E como senti tudo isto com o Guia Astrológico para Corações Partidos, acho que gostaria de ser um livro deste gênero.

 

E esta hein?

Conheço dezenas de histórias iguais a esta. Sempre ridicularizei. Sempre me ri até a barriga doer e as maçãs do rosto não mais apertarem. Nunca compreendi muito bem como tal acontecia. 

 

E porque já se sabe que não vale cuspir para o ar...

 

... Eis que chegou a minha vez de cometer a mesma gafe: Tentei abrir um carro que não era meu!

 

 

Carregava no botão do comando, ouvia as portas a abrirem mas os pinos não subiam... "c'um raio!" Fechava, abria, fechava, abria... O barulho ouvia-se mas nada dos pinos subirem... Eis que olho bem para o carro, procuro as minhas coisas - até porque o meu carro é personalizado - e nada... Pois claro que nada, o meu carro estava uns quatro carros ao lado...

 

A quem é que já aconteceu igual? Vá, partilhem com a Mula!

Desafio | Se eu fosse...#16 Um sentimento?

 

Vai até parecer cliché, mas eu sou feita de amor. Vivo pelo amor e não sei amar pouco ou não amar intensamente. Não me refiro ao amor romântico, mas ao amor pela vida, pelas coisas, pelos aromas e pelas sensações. Por isso é que acabo por ser dramática, exagerada, impulsiva, impaciente. É pelo amor que me movo, por isso se eu fosse um sentimento só poderia ser amor. Não digo que o amor mova montanhas, mas é realmente o que me move. Sem ele... páro e fico estúpida!

Pág. 1/3

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.