Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Desafio | Passa-Palavra #Lápis

 

 

Eu queria ter um lápis. Um lápis a carvão para reescrever a nossa história. Não quero escrever com esferográfica, não quero escrever de modo definitivo, quero poder apagar as vezes que forem necessárias até acertar, até ficar bela, a nossa história.

 

Eu queria ter um lápis. Um lápis a carvão para poder apagar os erros do passado e desenhar a carvão um futuro bonito, com estrelas e purpurinas, em tons de rosa pintadas a lápis de cera. Dizem que as histórias bonitas, são histórias cor de rosa. Quero pintar de rosa a nossa história.

 

Eu queria ter um lápis. Um lápis de carvão porque os desenhos a carvão são os mais belos e quero que a nossa história seja a mais bela, que nos encha mais o coração e de emoção. Como os desenhos desenhados a carvão.

 

Eu queria ter um lápis para ter esperança, porque a esperança é como um lápis: enquanto existir afia e carvão ela existe, mas tal como os lápis, um dia a esperança também se acaba, porque tudo acaba um dia, menos as histórias escritas a lápis de carvão, essas são eternas porque podemos apagar e reescrever eternamente até que um ia já não temos mais vontade de escrever. A esperança termina quando deixamos de ter vontade de pegar num lápis e continuar a escrever a nossa história.

 

Eu quero ter um lápis... Porque ainda tenho esperança!

 

 

_________________________________________

Desafio passa-palavra criado pela Mula e pela Mel. Todos os domingos e durante - para já - oito semanas, sairá uma palavra para vos inspirar a escrever sobre ela. Quem quiser é livre de se juntar a nós, sem compromissos ou prazos apertados. Escrevam, porque escrever liberta a alma. A quem participar nos seus blogs, aqui as meninas pedem apenas que nos identifiquem nas publicações, para podermos ir ler-vos e comentar-vos! Bom desafio a todos o que connosco embarcam.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.