Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Diário de Bordo de Londres #Dia 3 - parte 2

1463073887179.jpg

 

Onde é que nós íamos? Ah sim... Íamos em Covent Garden a caminho do London Transport Museum. E antes que perguntem... Sim, aquela coisa loira despenteada sou eu no museu (acho que já vos tinha dito que o meu cabelo nem é peixe nem é carne, e fica aqui a prova, para a posteridade).

 

 

Covent Garden é para mim das zonas mais belas de Londres, tenho uma espécie de ligação espiritual com esta zona, sem qualquer motivo ou explicação. Todo o mercado, toda a zona envolvente, é... especial. Ok... existe uma razão real para esta paixão: James Bowen tocava aqui com o seu gato.

 

Covent Garden.jpg

 

Chegamos entretanto ao London Transport Museum, que fica logo ao virar da esquina e a única coisa que nos arrepia são os preços, no entanto, e sendo eles mais organizados e evoluídos, o bilhete apesar de nos custar os olhos da cara (£17 por pessoa) tem 12 meses de validade sem limite de entradas, o que faz com que o bilhete seja barato. É por isso mesmo que eu quero voltar a Londres no meu aniversário, em Abril, que assim ainda usufruo novamente do meu bilhete, até porque, e apesar de termos passado a tarde no museu, não o conseguimos ver na totalidade. Parece pequeno, mas é enorme e o facto de ser interactivo faz com que seja demorada a sua visita. Por isso, se aqui quiserem alguma vez entrar, venham com tempo e com disponibilidade.

 

Este museu, conserva e apresenta uma grande parte do património de Londres no que diz respeito aos transportes públicos, mostrando a sua evolução desde o tempo da "carroça humana" nos primórdios, até aos dias de hoje.

 

Museu.jpg

 

Do transporte ferroviário ao transporte rodoviário, são várias as exposições e várias as brincadeiras que se podem realizar neste museu. Apesar de não dar para ver o que é... Mas aquele cogumelo amarelo que ali está, está sentado numa cabine de um metro, é um simulador de metro: Eu Tati Mula conduzi - virtualmente - um metro, e adorei! Tive foi de passar alguns sinais vermelhos, que aquilo demora muito tempo a abrir e eu não tenho paciência!

 

Querem ver quem também foi ao museu? É desta que vocês me internam....

 

Muppet.jpg

 

O Muppet, está claro! Que isto não é só adoptar as criaturas e depois deixá-las trancadas no quarto! Veio foi escondido na nossa mochila para não pagar bilhete...

 

Entretanto o museu fechou e fomos encaminhados por dois seguranças para o exterior do mesmo - verídico, nós e outra senhora - porque quando fecha, fecha, não há cá minutos de tolerância.

 

Foi então hora de irmos pregar para outra freguesia e fomos pela segunda vez consecutiva ao Ripley's Believe It or Not! Sugestão do dia: Se quiserem ir ao Ripley's comprem os bilhetes em casa e procurem muito pelas promoções. O ano passado fomos com uma promoção de £16 por pessoa no horário nocturno. E este ano conseguimos entradas por £23 os dois, para qualquer horário, com direito ao livro das exposições e tudo (no valor de £4). Se comprarem no local, fica por £27.95 por pessoa. Percebem a diferença? Olho aberto minha gente, olho aberto.

 

Esta espécie de museu de aberrações e curiosidades, fica numa das praças mais movimentadas de Londres: Piccadilly Circus.

 

Piccadilly vista do Ripleys.jpg

 (Piccadilly Circus vista do Ripley's Believe It or Not!)

 

Nesta praça, abundam os músicos de rua, os turistas e as luzes. Se há local iluminado e barulhento - no bom sentido - em Londres à noite, esse local é Piccadilly. Óptimo para dar umas caminhadas a pé, mas não se afastem muito desta praça, porque nas transversais as ruas à noite já não inspiram tanta confiança.

 

Piccadilly.jpg

 

Bem, mas prosseguindo... O Ripley's Believe It or Not! de Londres é um museu franchisado, de origem americana, criado pelas mãos de Robert Ripley - um entertainement com aspiração a antropologista -  que coleccionava elementos bizarros e curiosos. Antes dos museus Believe It or Not! surgiu nos jornais, passando depois para a televisão e para os livros. A colecção de Robert Ripley inclui 20.000 fotografias, 30.000 objectos e mais de 100.000 painéis com cartoons. Este, em particular, é até ao momento o maior museu do Ripley's existente e abriu portas em Agosto de 2008. Conta com mais de 500 peças em exibição sendo que algumas são fixas e outras temporárias. O ano passado tive o prazer de ver uma exibição especial sobre as Spice Girls, com todo o tipo de artefactos - desde as botas que elas utilizavam, aos discos premiados - este ano vi toda uma colecção sobre o Hard Rock com várias roupas e guitarras de famosos - como a do Jimi Hendrix. Assistimos também este ano, a uma exposição temporária sobre a fertilidade, com elementos de tribos africanas.

 

Este museu tem um pouco de tudo, e fala sobre tudo: desde a época da tortura, com objectos que eram utilizados, a corredores de espelhos, passando por cabras de 2 cabeças e 6 patas, à cerveja mais antiga do mundo. Há quadros feitos com doces e com caricas, com selos e com esqueletos de borboletas mumificadas. É sem dúvida um local a visitar.

 

IMG_20160503_191415.jpg

(Retrato de Michelle Obama feito exclusivamente com caricas pintadas)

 

Ripleys.jpg

 

O Ripley's, no que depender de mim, será sempre para regressar. Até porque temos de melhorar o tempo na casa dos lasers! No final da visita ao museu, existe a possibilidade de fazer um circuito de lasers, como nos filmes. Fazemos como par, e é muito divertido. entramos num buraco e de repente entramos num filme ao estilo do Missão Impossível, onde temos de chegar ao outro lado sem tocar nos lasers - ou tocando no menos número de lasers possível. É óptimo!

 

Nesse dia, não sei se por causa dos lasers, deu-me uma vontade enorme de comer iogurte! Fui ao Marks & Spencer e comprei um pote de iogurte com aveia e fruta! Hmmmm.... Que delícia! Não há foto... estava com demasiada fome!

 

E assim terminamos o nosso terceiro dia em Londres. O dia de amanhã será o último, é dia de despedidas, e como é um dia bastante mais curto, será contado numa publicação só!

 

___________________________________________________________________

Perdeste os outros capítulos desta fantástica jornada? Vai aqui, que ainda vais a tempo:

#Dia 1 |   #Dia 2 - Parte 1   |   #Dia 2 - parte 2   |   #Dia 3 - parte 1

 

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.