Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Ouvi um piropo...

...E ri!

A lei que criminaliza o piropo - e outras formas de importunação sexual - saiu já há mais de 6 anos e desde então não entendo se algo mudou nesse sentido ou não, mas verdade seja dita que passei a poder passar em obras sem ter de levar com pseudo-piadas pouco garbosas dos trolhas que trabalham naquele habitat. 

 

 

Não me considero uma pessoa extremista. Tenho um lado que defende o feminismo mas considero perigoso quando entramos em extremismos, pelo que de um modo geral o piropo não me choca ou me ofende quando proferidos por pessoas que eu conheço e quando não roçam a badalhoquice. Um assobio de um desconhecido também não me ofende, só me atrapalha se vier de um moço jeitoso... Um piropo bem dado, com elegância, sem maldade, considero que pode ser uma forma de elogio. Mente retrógrada a minha? Acho que não... Dir-me-ão vocês.

 

Hoje de manhã enquanto estava na copa da empresa a tirar o meu primeiro café ouvi um piropo engraçado que me fez rir muito, e me deixou bem disposta - e com o ego lá em cima pois claro.

 

Estava com um colega na copa, e quando vem a entrar um outro colega o que já lá estava diz muito rápido:

 

Cuidado ao entrar no hangar! Está aqui um avião!

 

 

Apesar de achar que hoje em dia se cai no exagero em que tudo é ofensa, em que tudo é insulto e onde qualquer palavra pode ser mal interpretada, compreendo o motivo da lei e o motivo pela qual foi implementada, só acho que há situações e situações e que não se pode medir o todo pela parte...

 

Qual a vossa opinião?

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.