Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Projecto da Quarentena: Deixar de fumar (e emagrecer, mas não vamos botar pressão nisto!)

Com ajuda de terapias alternativas: Florais de Bach

Como sabem, porque já vos falei das maravilhas desta terapia, faço Barras de Access com a Sara, e vi vários e bons resultados na minha vida. E quando mais precisava de fazer barras é quando não posso fazer... E esta quarentena não está a ser fácil... Tenho a cabeça a mil! Agora já não há saídas para não pensar nos problemas, já não há as conversas horas a fio com as amigas para esquecer aquilo que não quero enfrentar (ainda que sejam chat's mil no WhatsApp, no Messenger ou no Hangout). Agora não há almoços animadores, ou jantares libertadores. Há eu, e quatro paredes. As noites são fantásticas cheias de pesadelos.

 

O tabaco também está a terminar... E porque não vou arriscar a minha vida por um maço de tabaco (como se um cigarro por si só não fosse já risco suficiente) comecei a botar as mãos à cabeça.

 

Eis que a Sara, como sempre prestável e de uma sensibilidade incrível decidiu ajudar aqui a Mula à distância. Barras estavam fora de questão. Mas "há outra solução", diz-me.

 

Tive com ela uma consulta à distância de um clique no WhatsApp para que me pudesse produzir um floral personalizado com o objetivo de reduzir a minha ansiedade que por sua vez pretende reduzir a neura emocional que me faz recorrer aos doces (a nossa tão querida fome emocional que engorda mais do que qualquer outra fome!) e me faz fumar um cigarro atrás do outro só para passar o tempo e aliviar um pouco a alma e o coração.

 

 

E o que são florais perguntam vocês?

 

Chamam-se Florais de Bach, e são preparados através de 38 essências naturais. Cada floral pode conter até 7 essências diferentes , para atuar em vários pontos/sintomas emocionais dos indivíduos, mediante os problemas de cada um, como o stress, a ansiedade, a falta de vitalidade, entre muitos outros problemas. Estas essências são naturais, suaves, não invasivas e não tóxicas. Ou seja, os Florais de Bach são uma terapia energética, em que cada essência harmoniza um determinado estado emocional negativo - como o medo, a raiva, o desespero - restabelecendo o equilíbrio.

 

E para se chegar ao floral certo de cada indivíduo é necessário perceber o que o atormenta. E é aqui que a Sara entra. A Sara para poder produzir o meu floral personalizado, realizou-me uma consulta de cerca de 1 hora - o tempo pode depender de pessoa para pessoa, porque são exploradas algumas questões pessoais e vai depender da forma como a pessoa se pode expressar ou não - onde me fez várias questões, conduzindo-me aos meus bloqueios mesmo sem eu perceber. Fez questões sobre o meu presente, o meu passado, e a forma como vejo o futuro. Tendo em conta que o meu objetivo é o deixar de fumar e o emagrecimento, explorou os motivos que me levam a comer ou a fumar, e posso já dizer-vos que podemos achar que nos conhecemos muito bem, mas conhecemo-nos zero tantas vezes, e houve tantas questões que realmente eu não soube responder, porque desconheço a origem, mas fez-me pensar sobre as coisas e por si só já é muito positivo. Bem, e após esta consulta e com base no que eu falei a Sara produziu o meu floral.

 

Chegou no final da semana passada! Ei-lo:

 

IMG_20200403_144614.jpg

 

No meu caso: 4 gotinhas 5 ou 6 vezes ao dia, e outras 4 em caso de SOS - sempre que me der uma vontade enorme de fumar, ou de comer um chocolate por exemplo. 

 

Dentro de duas semanas terei uma consulta - online, claro - de acompanhamento, para ver como está a correr, mas a Sara é sempre muito preocupada e tem desde sempre perguntado se estou a fazer tudo direitinho, dá-me na cabeça quando me esqueço.... (ups, se calhar isto não era para dizer!) e tem-me acima de tudo acompanhado. Está sempre à distância de um clique.

 

Se o floral fizer efeito, estarei como na primeira consulta, sentadinha, confortável com um ar relativamente normal - dentro do que me é possível. Se o floral não estiver a funcionar estarei mais ou menos assim:

 

 

Porque a coisa correndo mal já não devo andar com os dois pés no chão!... Esta quarentena vai matar-me os poucos neurónios que tenho!

 

Mas como é que é? Acompanham-me nesta luta? E vamos a apostas: A Mula deixa ou não deixa de fumar de vez? Emagrecer a Mula vai emagrecer, que a comida não dura para sempre não é verdade?... 

 

 

Se quiserem o vosso Floral Personalizado falem com a Sara através do facebook, ou até mesmo através do Instagram e saibam todos os pormenores, posso já adiantar-vos que a consulta é gratuita e pagam apenas pelo floral, por isso 'bora lá explorar o assunto.

 

Em breve dou-vos novidades sobre como isto está a correr!

Barras de Access com Twist

Que é o mesmo que dizer: Com uma massagem incrível

A Mula voltou a ser convidada para uma sessão de barras de access, desta vez com uma massagem bio energética no final.

 

Já vos falei das barras de access aqui, mas para os mais preguiçosos a Mula resume.

 

As barras de access é uma técnica terapêutica energética que através da estimulação de determinados pontos no crânio, liberta energia de forma a potenciar desbloqueios emocionais, pensamentos, limitações psicológicas, entre outros. Quanto à massagem bio energética, é uma massagem que trabalha o corpo todo - quando permitido, e já vos explico porquê - através de manobras de relaxamento muscular e a mente e alma, através da aromaterapia com o objetivo de aumentar a energia vital do corpo e da mente.

 

As barras de access e massagem bio energética no final permitem o verdadeiro equilíbrio entre o corpo e a mente, já que as primeiras podem ser bastante desgastantes para a alma, a segunda permite repor a tranquilidade.

 

(imagem retirada daqui)

 

Desta vez a Mula fez esta terapia conjunta na Hebe Clínica, em Vila Nova de Gaia, com a Sara e com a Susana que são extremamente simpáticas e atenciosas - nem poderia ser de outra maneira tendo em conta o objetivo, porque também é preciso confiar para nos deixarmos levar. Para além das meninas serem espetaculares, o espaço é muito mimoso, e até a maca é aquecida! Uma chiqueza! A Mula habituar-se-ia a fazer desta a sua vida, confesso. A Mula nasceu pobre mas com gostos de rica o que fazer?

 

1574727516696.jpg

Ó! Ólhem pra Mula ali toda pimpona com um robe quentinho, quentinho, quentinho!

 

A Sara eu já conhecia, até porque já foi com ela que fiz a anterior sessão, a Susana conheci durante a sessão e é muito atenciosa e preocupada. Perguntou-me se havia alguma parte do corpo em que não me deveria de tocar, se tinha algum tipo de problema específico e qual o meu maior sentimento dos últimos dias, para poder adaptar o aroma, na parte da aromaterapia. Tudo é pensado ao pormenor.

 

Lembram-se quando eu disse na anterior publicação das barras de access, que a terapia apesar de se focar só na cabeça parecia uma full body massage? Agora imaginem realmente uma full body massage no final! É simplesmente incrível! As barras preparam o corpo para um estado de relaxamento tal, que a massagem flui de uma forma incrível. É realmente um complemento brilhante. Trabalhar corpo e mente de uma vez só.

 

Quanto às barras de access, a Sara foi muito sincera, estou um caco, a vários níveis. Ela que me conhece, diz que me desconheceu totalmente quando me fez as barras. Que estou com problemas a vários níveis e que piorou significativamente desde a primeira sessão. E perguntou-me algo que confesso, que me marcou bastante: Onde está a minha alegria? Fiquei um pouco chocada com a pergunta, confesso, mas olhando bem para mim para os meus últimos meses, a verdade é que tenho andado muito mais rabugenta que o normal, mais stressada, mais apática. Não é realmente positivo. Marquei já uma segunda sessão. Sexta-feira a Sara que me aguarde! Obviamente preciso de ajuda, acho que quando andava mais chorona, mais deprimida, que não reprimia tanto, tudo o que sinto cá dentro e isso claramente não está a resultar. 

 

Mas se foi estranho ver alguém que eu conheço, mas com quem não me relaciono diariamente, falar tantas coisas certas sobre mim apenas com base no meu campo energético, confesso-vos que foi ainda mais assustador ver alguém que nunca me tinha visto na vida, dizer coisas tão acertadas da forma como eu me sinto, da forma como eu estou, e dizer tanto acertado sobre mim, sobre a minha vida, com base apenas numa massagem! Pelos vistos toda a minha ansiedade e problemas se depositam na coluna e pernas e é aí que tenho de investir mais para as trabalhar. Aconselhou-me a fazer mais coisas de que gosto, de que me estou a perder, que preciso de me encontrar e que para isso preciso de fazer o que gosto e voltar a encontrar a minha alegria, a minha paz.

 

Com os óleos no cabelo saí de lá toda descabelada, toda despenteada, mas posso assegurar-vos que no fundo era apenas o reflexo da minha alma.

 

Se é verdade que este tipo de tratamento põe demasiado a minha vida em perspectiva o que me pode deixar um tanto angustiada, a verdade é que saio dele tão, mas tão relaxada e cheia de força, como se tudo se pudesse desmoronar naquele momento que eu me sentiria com forças para aguentar qualquer coisa. Até posso levar com um calhau na testa e estatelar-me no chão. Mas saí com a certeza de que sou forte e que consigo aguentar seja o que for, como de resto sempre aguentei... No fundo.

 

P.S.: Tenho só uma pequena ressalva a fazer... Um pequeno desagrado diria. Gentes fofinhas da Mula, quando quiserem oferecer estas coisas que a Mula adora, avisem-me quando tiver que me despir para eu puder ter a depilação em dia. Grata.

 

P.S.2.: Isto deveria de ser patrocinado pelo estado, feito em parceria com o SNS, obrigatório, portanto, a toda a população. Isto tem tudo a ver com saúde mental - ou falta dela, no caso da vossa Mula.

 

P.S.3.: Se tudo isto não for suficiente para vos convencer a conhecer este tratamento na Hebe Clínica, aceno-vos com comida: Elas têm chá e bolachinhas! Acredito que assim já não preciso de vos dizer mais nada, certo?

 

Todos nós devíamos lutar por uma melhor saúde mental, por uma melhor visão de nós próprios, por uma maior tranquilidade. Essencialmente por uma vida mais feliz. Nada disto faz milagres...  Mas ajuda!

A Mula foi a uma sessão de Barras de Access

A Mula foi convidada a participar numa terapia que utiliza por base a energia e lá foi toda lampeira ver o que era, curiosa que só visto. E antes que comecem já a ficar com o cérebro num nó cego e fechem já a publicação, a Mula explica o que é. Nós cegos no cérebro é tudo o que as Barras de Access não querem!

 

(imagem retirada daqui)

 

As Barras de Access é uma terapia energética que permite através da ativação de determinados pontos no crânio, libertar energia e desbloquear emoções, pensamentos, crenças, limitações psicológicas, entre outras situações. No total são 32 pontos que devidamente estimulados permitem libertação de stress, alívio da ansiedade e outras perturbações do indivíduo que possam impedir o seu bem estar mental e emocional, e até mesmo físico, já que tantas dores são psicossomáticas, ou seja, são físicas, mas têm origens na mente.

 

Têm aqui um esquema dos vários pontos que são trabalhados durante uma sessão de cerca de 1h30.

 

Access_bars_training.jpg

(imagem retirada daqui)

 

Não é preciso ter nenhuma patologia para experimentar esta terapia - olhem aqui a Mula já a salvaguardar-se! - mas poderão ter mais noção do impacto na vossa vida, se tiverem, claramente algum problema que vos possa estar a afetar. 

 

Como sabem, estou a passar por uma fase delicada, que me gera um elevado grau de ansiedade e me prejudica o sono e a concentração, para além de que algumas questões do meu dia-a-dia foram bloqueadas consciente ou inconscientemente. Posso dizer-vos por exemplo que apesar de já estar separada há 4 meses ainda não consegui ir buscar as minhas coisas à que outrora foi minha casa. Isto permite-vos ter noção do meu estado de confusão e angústia. Por isso quando fui convidada a participar numa sessão, claro que aceitei. Mal não haveria de fazer.

 

Mas deixemo-nos de teorias. O que é que eu senti? O que é que a Mula que é assim meia cética meia crente nestas coisas sentiu?

 

É assustador confesso. Em primeiro lugar, durante a sessão senti-me totalmente desativada. Senti o corpo mesmo muito pesado, totalmente relaxado - tão relaxado que vos confesso que volta e meia mexia um dedito dos pés, só para ter a certeza que ainda estava viva e quiçá portadora de todas as minhas faculdades mecânicas -, e apesar de isto parecer assustador acreditem que é libertador. À medida que a moça ia movendo os dedos fui sentindo diferentes sensações: desde arrepios, vibrações, frio, calor...  Basicamente sempre que ela mudava a posição dos dedos e tocava em novas áreas, novas sensações - estranhas - foram aparecendo. E juro-vos que não bebi nada alcoólico antes da sessão, nem fumei nada esquisito. Mais sóbria era impossível. É realmente estranho, mas é incrível!

 

No final da sessão senti-me totalmente relaxada, parecia que tinha recebido uma full-body massage, apesar de todo o tempo ter sido concentrado na minha cabeça. Após a terapia propriamente dita, falamos sobre o que aconteceu e explicou-me os pontos que estavam mais sobrecarregados e bloqueados, que no meu caso são os pontos referentes ao dinheiro e ao controlo. É aqui que concentro as minhas preocupações atuais: no dinheiro - na mouche! - e na vontade que tenho de controlar. Bingo! 1-0 para as Barras de Access. A verdade é que atualmente e parece que cada vez mais, sinto uma vontade enorme de tentar ter o controlo sobre tudo, sobre mim, sobre os outros, sobre as situações e a verdade é que na maior parte das vezes não tenho o controlo de nada e isso causa-me, obviamente, ansiedade.

 

Os resultados posteriores não são fáceis de avaliar, há quem sinta grandes melhorias ao nível do sono, da ansiedade, da compulsão... No meu caso, posso dizer-vos que foi um pouco diferente do esperado, mas tendo em conta o ponto do controlo que foi desbloqueado faz sentido. A verdade é que pela primeira vez em muito tempo permiti-me ficar triste. Ficar em casa, sozinha, triste. Permiti-me chorar, desabar. E apesar de parecer que foi um descontrolo total, a verdade é que é uma coisa boa. Passo o tempo todo a controlar-me, a tentar aparentar estar bem e a sorrir, que desabar foi... Deixem-me dizer-vos: Libertador!

 

A verdade é que não me tenho permitido fazer o luto do fim do meu casamento. A verdade é que tenho tentado manter-me ocupada, entretida, acompanhada, para evitar este confronto com a realidade: Estou sozinha. E parece que esta sessão permitiu-me isso: Ficar só, comigo, triste. Porque estar triste também faz parte, e se varremos demasiado as nossas tristezas para debaixo do tapete não se avizinha um bom futuro. Diz-vos a Mula que já varreu demasiadas tristezas para debaixo do tapete e depois como sabem... Puff!

 

Ao nível do sono, que é terrível, melhorou igualmente. Sinto que tenho um sono mais profundo, e consigo avaliar isso porque estava a passar por uma fase em que sonhava demasiado - e pesadelos então... - e a verdade é que desde a sessão que não voltei nem a sonhar nem a ter pesadelos - pelo menos que me afetem ao ponto de me recordar e de me acordarem a meio da noite como habitual.

 

Dizem que os resultados de uma sessão podem durar 21 dias, ou seja, isto só ainda está a começar, mas estou a gostar do que estou a sentir. Estou acima de tudo a tentar aceitar-me, e a aceitar a minha "nova condição". Sinto, de verdade, que me ajudou.

 

Ficaram curiosos? Experimentem. No Porto recomendo vivamente a Sara. Passem pela sua página de facebook , a menina é muito simpática, tirem com ela quaisquer dúvidas que tenham, que sintam, e marquem uma sessão. O nosso bem estar é o nosso maior tesouro.

 

Já agora questiono-vos: Alguém daqui já experimentou? Se sim, o que sentiram?

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.