Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Ser + Eu

Porque um boost de autoestima nunca fará mal a ninguém!

Nem sempre nos percecionamos da maneira que efetivamente somos, e pelo que vejo à minha volta, tantas vezes nos consideramos inferiores e com menos capacidades do que os outros. Porquê? Talvez por estarmos dentro do nosso quadrado - ou triângulo, ou o que seja, que não sou grande fã de rótulos - nos impedimos de ver as coisas incríveis que conseguimos fazer e dos seres fantásticos que conseguimos ser! Quer dizer, falo por mim, admito que há uns quantos energúmenos no mundo, cuja solução parece-me já não existir. Ainda assim, se virem bem, há pessoas horríveis com uma autoestima gigante e que apesar de horríveis conseguem fazer coisas incríveis. É impressionante - para o bem e para o mal - a forma como a nossa autoestima (ou falta dela) nos molda e influencia.

 

Quantas vezes nos culpabilizamos por situações em que não tivemos qualquer culpa? Quantas vezes pedimos desculpa sem termos efetivamente razões para o fazer? Quantas vezes deixamos de usar uma peça de roupa que adorávamos porque alguém teceu um comentário menos positivo sobre ela? Quantas vezes dissemos sim, quando na realidade queríamos dizer não? Quantas vezes disfarçamos o desânimo, perante uma crítica, que mesmo em tom de brincadeira se torna mordaz? 

 

Eu não sei quanto a vocês, mas este tipo de situações já me aconteceram inúmeras vezes - mais do que tenho orgulho em admitir -, e tantas que já me fizeram duvidar do meu valor e das minhas capacidades. Ainda que a vossa Mula seja facilmente movida pelo desafio e um "não vais conseguir" é motivo para tentar até alcançar, isso só prova que tais palavras fizeram mossa cá dentro. Provar aos outros a minha capacidade - e agora nas minhas novas funções é algo que começa a tornar-se diário - só prova que não sou imune a fatores externos, acho que na realidade ninguém é, mas faço diariamente um esforço para ser cada vez menos influenciada pelos outros, esforço-me para ser cada vez mais segura e menos permeável a opiniões externas - e internas, que a nossa voz interior também é chata pra xuxu. É que efetivamente a vossa Mula tem mau feitio e normalmente está-se pouco borrifando para opiniões de pessoas alheias ao círculo bastante fechado da Mula, mas tantas vezes essas pequenas minas e armadilhas - conscientes ou inconscientes - são plantadas por gente que amamos, que confiamos, e basta pensar na quantidade de vezes que os nossos amigos nos fazem reparos sobre o nosso peso, a nossa postura ou cabelo e até sobre aquela malvada espinha que já sabemos que existe na ponta do nosso nariz. Quantas vezes ficamos inseguros quando os outros nos tecem algum comentário aparentemente inofensivo? Se isto também vos acontece, significa que devem encontrar estratégias para trabalharem diariamente a vossa autoestima e amor próprio. 

 

A nossa autoestima pode ser amplificada, se trabalhada. Podemos sempre evoluir positivamente e assim melhorarmos o nosso bom humor - para aqueles que ainda tiverem solução -, a nossa resistência ao stress, e com isso melhorar, obviamente, a nossa saúde mental - que se torna nos dias de hoje cada vez mais importante -, e as nossas relações amorosas e sociais e até mesmo a melhora da produtividade no trabalho.

 

A vossa Mula é mula, mas gosta de ser uma Mula especial e não uma mula qualquer débil. Quer ser uma Mula cada vez mais plena. Ainda tenho um bom caminho pela frente, mas acredito que o pior também já possa ter passado. É incrível o quanto mudamos em tão pouco tempo, o quanto nos adaptamos em situações de rutura e de drama...

 

Neste caminho que percorro diariamente conto com muitas meditações diárias - que de tantas insónias me salvam - e com o programa desenhado pela minha terapeuta favorita: Sara Portela* que já me acompanha nesta jornada de desenvolvimento pessoal e de bem estar, há alguns anos.

 

ser+eu.png

 

O Programa Ser + EU ajuda pessoas que tal como a Mula pretendem ser mais confiantes e capazes nos desafios do dia a dia. O programa, que decorre em 8 semanas - mas que podem guardar para a vida - é super dinâmico e para além das sessões online, onde a Sara nos provoca - em bom - com as nossas fragilidades e nos ajuda a ter uma perceção diferente - mais consciente - sobre o que nós somos e o que representamos para nós mesmos - venham a mim senhores e senhoras que abominam pleonasmos -, o programa dá acesso ainda a desafios e a afirmações diárias, bem como meditações que nos permitem reconectar connosco próprios - oh! não me chateiem - para sermos, como o próprio nome indica, mais nós - com e sem pleonasmos! 

 

Confesso que tantas vezes durante o curso me senti estúpida. Estúpida porque sempre acreditei que tinha uma autoestima incrível, que os outros praticamente não me afetavam e não me influenciavam, para de repente perceber que há artimanhas tão matreiras que se alojam no nosso subconsciente - mesmo criadas por nós... somos tantas vezes nossos inimigos! -  e que sem darmos conta se tornam tão banais que nem percebemos o quanto somos influenciados. É incrível como tantas vezes achamos que fazemos algo por nós e quando damos conta, quando tomamos a verdadeira consciência, estamos a fazer tantas vezes o que os outros querem que nós façamos, ainda que não nos tenham dito diretamente "faz".

 

Obviamente que por si só o programa Ser + Eu não faz milagres. Não nos reprograma um qualquer chip interno onde ao fim das 8 semanas dizemos com orgulho e de braço ao peito - qual patriota: Sou uma nova pessoa. Obviamente que parte essencialmente de nós, do nosso esforço diário e no cumprimento verdadeiro das tarefas que a terapeuta propõe. Não adianta assistir às sessões e parecermos muito motivados, mas depois não procedermos à prática, no dia a dia. Não é em 8 semanas que mudamos a nossa autoestima, e muito menos que encontramos a solução profunda para todos os nossos problemas, mas é em 8 semanas que podemos recolher informação preciosa para iniciarmos este longo caminho de nos tornarmos plenos e sermos mais felizes!

 

Eu já comecei o meu caminho... Se quiseres começar também, a Mula dá-te um empurrãozinho com um desconto de 20% no programa Ser + EU com o código MULA20. A próxima jornada começa já dia 8 de Setembro. Pede mais informações aqui.

 

MULA20

 

 

*Quem me acompanha sabe que eu já fiz várias terapias com a Sara e nunca desiludem! Podem ver a minha experiência com as Barras de Access aqui e os resultados com os Florais de Bach aqui.

A importância de construir o nosso forte

Onde as únicas máscaras que existem, são decorativas!

tres-gatinhos.jpg

 

Quem me segue há algum tempo, sabe que a minha vida nos últimos anos sofreu grandes reviravoltas e uma das grandes mudanças, foi ter regressado à minha casa de infância, onde nem sempre fui muito feliz. Tendo eu saído de casa tão nova, aos 20 anos, e regressado uma década mais tarde, não foi um processo fácil e exigiu algumas mudanças estruturais na própria casa, pois havia muita coisa que eu não queria recordar neste regresso a casa. Já bastava eu estar um caco, não queria o meu lar também ele um caco, pelo menos aos meus olhos.

 

A minha mãe esteve sempre do meu lado em todo o processo, e juntas adaptamos a casa para que eu me sentisse bem e confortável. Compramos um novo sofá, um plasma para os serões em família e a parte mais importante: o meu quarto. Ainda hoje, passados 4 anos o meu quarto é o meu palácio, o meu forte. Mudei a cor das paredes, comprei novas decorações e toda uma moderna mobília de quarto. É, o meu quarto é o meu forte e está ao meu gosto, sendo que cada peça decorativa foi pensada a pormenor.

 

Felizmente não estamos sozinhos, e há empresas que pensam em pessoas como nós - comuns mortais que sofrem, que sonham, que vivem em constante mudança - e que têm o claro objetivo de ajudar cada um de nós a construir o seu forte seguro, o seu lar acolhedor. Destaco-vos a GoodVinil, empresa sediada em Braga com o propósito de dar vida, cor e conforto às vossas paredes, aos vossos olhos e corações.

 

Têm um variadíssimo leque de vinil de parede, para todos os gostos e divisões, inclusive para espaços comerciais. Com a GoodVinil podem facilmente criar diferentes espaços de forma simples e económica - sim porque ao preço que andam os materiais de construção, meus bebes fofos da Mula, se querem pintar paredes benzam-se duas vezes (talvez três...) antes de irem analisar os preços das latas de tinta.

 

A GoodVinil não promete o impossível, promete - e cumpre! - deixar cada divisão incrível: Desde a cozinha...

ustensiles-de-cuisine.jpg

 

... Ao quarto dos miúdos!

 

ours-dormant-sur-la-lune.jpg

 

... E se ainda assim não encontrarem o que pretendem, têm sempre a possibilidade de personalizar.

 

Em breve o meu forte irá mudar, e terei de recomeçar todo o processo de reconstrução do meu lar seguro mas não me assusta, porque já renasci tantas vezes que sei que mais uma será apenas isso, mais uma, e com a quantidade de adesivos de vinil a que já pisquei o olho, sei que vai ser fácil erguer novamente o meu forte seguro.

 

E vocês, como decoram a vossa casa, já aderiram ao vinil?

Verniz Gel Inocos - Unhas perfeitas, tal como a Mula adora!

A Mula sempre adorou ter as unhas arranjadas, desde muito novinha, e até já passou pelo pesadelo de ter um emprego - trabalho, na realidade! - onde era proibido ter as unhas pintadas. Foram tempos difíceis digo-vos desde já, muito difíceis.

 

Contra tudo o que se fala por aí, faço unhas de gel há mais de 2 anos. E olhem que quando tive de tirar o gel para ser operada as minhas unhas estavam impecáveis (arranhadas claro, de terem sido lixadas para retirar o verniz, mas estavam fortes como antes de fazer gel). O meu record foram 2 meses sem manutenção!  Sim, leram bem, 2 meses... Ainda que normalmente vá à manicura a cada 3/4 semanas. Vocês sabem... Vocês que já foram bombardeados com fotos das minhas unhas no Instagram sabem que vou à manicura a cada 3/4 semanas! [Um dia destes faço-vos um pedido público de desculpas por tal bombardeamento]

 

Por tudo isto, quando a Presença de Luxo contactou a Mula para vos falar sobre a marca Inocos, a Mula acedeu logo: O verniz gel Inocos é só a marca que a Mula usa há mais de um ano e que gosta e recomenda! Por isso é com todo o prazer que vos apresento, e recomendo, a marca.

 

Sem Título2.png

Verniz Gel Inocos

 

 

A Presença de Luxo é uma loja online que nasceu em 2011 com o objetivo de marcar a diferença no mercado da beleza e da cosmética. Mas desengane-se quem pensar que o público alvo são os profissionais de cabeleireiros, estética e beleza, porque hoje em dia, este tipo de produtos tem cada vez mais destaque entre clientes particulares.

 

A Inocos para além de cores lindas é uma marca divertida, com nomes de vernizes muito engraçados. Por exemplo o meu é o Maria Trapezista.

 

IMG_20200212_205439.jpg

Os belíssimos cascos da Mula já com uma semana e meia de crescimento de unha.

 

E olhem que quase troquei a Maria Trapezista pelo Maria Broa e a verdade é que se os nomes são engraçados, as cores são muito bonitas. Pobre é da minha manicura que depois fica a olhar para mim enquanto não me decido. Verdade seja dita que sou uma cliente fácil, sou fácil de agradar.

 

 

Ao falar com amigas, vejo que apesar das minhas unhas reais não valerem nada, que sou uma abençoada no que toda a unhas de gel. Como vos disse há pouco, consigo esticar a manicura ao expoente da loucura sem ter descolamentos ou unhas partidas. No entanto, pelo que vejo muita gente não pode dizer o mesmo e por isso deixem-me dizer-vos que quando as nossas unhas não colaboram, os primers têm um papel importante na duração da nossa manicura e por isso sugiro o Super Primer da Inocos que é um primer 3 em 1:  Para além de fortalecer as unhas, devido às vitaminas E e B5, ainda tem efeito cola e por isso é perfeito para quem tem unhas frágeis, com uma manicura difícil de manter e com descolamentos habituais.

 

1580982285.08746877.png

Verniz Gel Inocos

 

As nossas unhas podem ser as unhas mais fortes do mundo, mas as unhas são como os cabelos, se os produtos não forem bons, está o caldo entornado. E vocês sabem como também sou neurótica com os cabelos, no fundo, por tudo o que é constituído por queratina.

 

E por aí, já conheciam esta marca? Quem aqui faz unhas de gel que levante o dedo ó faxabor!

Micolet - Roupa a preço da chuva

A Micolet apresentou-se à Mula e a Mula não perdeu a oportunidade de lhe dar uma oportunidade. Sou - ou era, vá - um pouco cética no que toda a roupa "usada", pois ficava sempre com receio - essencialmente  em lojas online - que as peças não viessem em bom estado. A Micolet veio acabar com este mito da Mula.

 

A Micolet é uma loja online de roupa e acessórios para mulher em segunda mão com preços incríveis. O que achei mais incrível é a quantidade de peças novas, com etiqueta, vendidas em perfeito estado, vendidas ao preço da chuva. Nesta loja online encontramos várias marcas, das mais exclusivas às mais banais, das mais baratas às mais dispendiosas e é uma perfeita oportunidade para comprarem grandes marcas, como Bimba & Lola e Massimo Dutti a preços banais. Desde vestidos de festa a vestidos de praia, de carteiras a cintos, passando por calças e calçado, encontramos um pouco de tudo. Há muitas peças completamente novas, que nunca foram usadas e peças usadas em bom estado. Sempre que a peça tem algum tipo de defeito, nas observações podem ler qual o problema. Podem também aceder à mesma peça, com diferentes preços, mediante o estado da mesma.

 

A Micolet deu a oportunidade à Mula de escolher algumas peças, e eu que sou doida por vestidos, escolhi três vestidos e uma blusa. Dois dos vestidos eram novos, com etiqueta. O Top vinha também com a etiqueta. Posso dizer-vos que nenhuma destas peças, no site, custava mais de 10€ e digo-vos que as quatro peças chegaram em perfeitas condições sem nenhum tipo de problema ou desgaste - nem o vestido sem etiqueta.

1562945247864.jpg

 

Aqui podem ver as peças que eu escolhi. Só o vestido vermelho não me serve - serve mas não me mexo! - mas vai servir, vai servir como motivação para andar da perna no ginásio e fechar a boca. No Outono aquele vestidinho vermelho irá assentar neste corpinho que nem uma luva, garanto-vos.

 

A experiência foi realmente muito boa. Sugiro-vos que façam uma visitinha aqui:

 

 

Até porque se forem como a Mula, adoram roupa, e esta é uma boa forma de renovarem o guarda-roupa sem gastarem todo o vosso salário com isso.

 

Alguém já conhecia esta loja online? Já utilizaram? Contem-me tudo!

A Mula também experimenta coisas e fala sobre isso #19 Champô Concentrado da Yves Rocher

A Mula é maníaca pelos seus, outrora longos, cabelos. Vocês sabem e a Yves Rocher também sabe. Vocês sabem também que a Mula gosta de cuidar dos seus cabelos até quando vai ao ginásio, e se não sabiam ficam a saber, porque mesmo quando vou ao ginásio vou apetrechada de amaciadores e de máscaras de cabelo, já que acho que o exercício por culpa do suor, estraga o cabelo - ou então é só mania minha, não sei. Por isso mesmo, a Yves Rocher juntou o útil ao agradável e possibilitou à Mula experimentar o novo champô concentrado, numa embalagem super prática e pequena, perfeita para levar para o ginásio. A Yves Rocher não me pediu rigorosamente nada - é o que mais me agrada na marca! - mas a Mula fala porque gosta e vocês sabem que se eu experimento um produto e gosto, eu partilho convosco.

 

IMG_20180711_172857.jpg

 

 

Este champô concentrado é da gama I Love My Planet. O ano passado já tinha tido a oportunidade de experimentar o gel de banho concentrado da mesma gama, cujos cheirinhos eram simplesmente deliciosos.

 

Antes de mais dizer-vos que este produto chegou na hora certa: quando eu estava de férias, e o facto de ser uma embalagem tão pequenina fez com que a trouxesse comigo e a começasse de imediato a experimentar.

 

Vocês sabem que eu sou muito seleta no que toca aos meus champôs: Não uso, regularmente, produtos de supermercado, uso normalmente de grandes marcas mas importa referir que não quero, de forma alguma fazer comparação deste champô com os meus da L'Oreal ou da Tigi. Seria já à partida uma comparação injusta, já que estaríamos a comparar um champô de 3,95€ com um que custa cerca de 20€. Daí referir que o uso maioritariamente quando vou ao ginásio porque é no ginásio que eu uso produtos de supermercado, já que tantas vezes acabam vertidos no saco - também vos acontece? - e também porque são embalagens grandes e nada práticas. Por isso a minha opinião terá por base champôs de utilização regular ao alcance de todas as carteiras.

 

Numa altura em que as preocupações ambientais estão no seu auge, este champô faz todo o sentido.

 

Capturar.JPG

 

Custa apenas 3,95€, garante a Yves Rocher que dá para 30 lavagens porque apesar de ter uma embalagem de tamanho reduzido, com menos plástico, dá para a mesma utilização que um champô de 300ml. Tem um doseador perfeito e um só pump é suficiente para lavar o cabelo e ainda é um doseador anti pingos, por isso, adeus champô vertido no saco do ginásio. Poupança a triplicar Como podem ver pela imagem é um champô sem silicone, sem parabenos nem corantes e faz bastante espuma.

 

O champô lava muito bem, e lembra-me os champôs purificadores: ou seja o cabelo fica impecavelmente limpo mas fica um pouco seco. Por isso para mim ao usar este champô implica sempre a utilização de um amaciador - ainda que para mim seja sempre indispensável o uso de condicionador - para amaciar o cabelo. Como o cabelo fica bem limpo, aguento facilmente dois dias sem lavar - o que não acontece com todos os champôs - o que é poupança a dobrar.

 

Confesso que só houve uma coisa que me desiludiu neste champô: É o cheiro. Habituada pelos géis de banho concentrados a terem perfumes incríveis, achei que este champô também os teria, mas não é o caso, cheira só a champô sem qualquer toque perfumado.

 

A Mula recomenda este champô porque para além de ser um produto de qualidade ainda é um produto prático.

 

Também gostavam de experimentar? Passem no Instagram da Mula para verem como podem ganhar um champô concentrado e um lápis preto de olhos.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.