Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

A Mula recomenda: a Pregaria de Guimarães

A Mula é gulosa e comilona, não é novidade para ninguém. A Mula não é esquisita a comer, isso também não é novidade para ninguém, mas vamos aqui deixar claro, que do que é banal a Mula não fala - a não ser para falar mal - mas do que é excecional a Mula não gosta de deixar passar.

 

E assim a Mula apaixonou-se pela Pregaria de Guimarães, bem ali no centro e é incrível como um espaço tão minúsculo tem uns pregos tão grandes e deliciosos. Mas já vamos lá.

 

Babem-se!

 

transferir.png

A originalidade dos nomes da ementa captou logo a minha atenção. O que vende, ou deve vender uma pregaria? Pregos, pois claro. Por isso os nomes dos produtos estão relacionados com ferragens e com materiais de construção. Curiosos? Vamos lá conhecer os melhores pregos do berço da Nação.

 

Enquanto nos decidíamos pelos pregos, porque aviso-vos já que o difícil é escolher, tratamos de pedir umas entradas. Dois folhados de alheira e cogumelos, que vinham com a massa estaladiça no ponto e com um tempero ótimo  e uns jalapeños panados com recheio de queijo cheddar que vieram acompanhados com três molhos: barbacoa, caril - caril do bom! - e maionese.

 

1565744013347.jpg

 

Aviso desde já: Jalapenos 1 - Mula 0, que os ditos cujos vinham tão quentes que me queimei.

 

Tudo estava tão bom quanto parece e se vos parecer pouco, acrescentem mais uns quantos pontos, porque realmente merece. O atendimento é bom, apesar de um pouco lento, e a malta é simpática. Os preços... São os normais para restaurantes do género.

 

Para almoçar, entre parafusos, martelos, brocas, espetos e anilhas, optamos pelo telheiro - para mim - e pela porca - para ele. As batatas, uma vez mais vêm acompanhadas pelos três molhos - barbacoa, caril e maionese - e vêm cortadas em gomos grandes e são super estaladiças por fora e cremosas por dentro, tal como se quer uma batata frita.

 

1565743949202.jpg

 

Como podem ver o pão é rústico o que dá um outro encanto aos pregos e porcas desta casa. E a quem interessar, dispõe de uma carta interessante de cervejas para acompanhar. E basicamente é isto... E é nestas alturas que eu gostava a globalização do UberEats e poder comer os melhores pregos de Guimarães... no Porto!

 

Mas porque nem tudo nesta vida pode ser perfeito... Vamos a críticas? Até os melhores pregos de Guimarães têm críticas. A carta é demasiado extensa. Se me diverti com cada nome, a verdade é que têm demasiados pregos, demasiado parecidos o que dificulta imenso a escolha. Fiquei com a sensação de vários pregos serem iguais modificando apenas um ingrediente, e isso acho que facilitaria se colocassem uma lista de ingredientes extra que as pessoas pudessem acrescentar, caso desejassem, a determinada sande base. Mas é só a minha opinião e vale o que vale, porque acho que excesso de escolha atrapalha mais do que ajuda.

 

Apesar disto, escolhemos bastante bem, os dois pregos estavam realmente deliciosos não deixando, tão pouco, espaço para sobremesa. É sem dúvida para repetir!

 

E daqui, contem-me tudo, quem é que conhece os fantásticos pregos da Pregaria de Guimarães? Conhecem espaços semelhantes noutras cidades? Contem-me tudo!

Sobre o voltar aos sítios onde já fomos felizes...

Eu não volto, ou não gosto de voltar, aos locais - reais ou sentimentais - onde já fui infeliz, agora se eu fui feliz eu volto!

 

IMG_20190725_153223.jpg

 

Voltei ao Pena Park Hotel, e é incrível como os mesmos espaços com pessoas diferentes são também espaços diferentes. É bom fazer novas memórias sem que isso implique esquecer as anteriores. Todas são importantes e podem conviver dentro do nosso coração.

 

O Pena Park Hotel teve a gentileza de oferecer à Mula um voucher para voltar a usufruir deste fantástico espaço. E desta vez usei e abusei do SPA que da outra vez não tive oportunidade de usufruir por razões que agora também não interessam nada, mas a verdade é que antigamente usava os hotéis essencialmente para dormir e nunca usufrui muito dos outros serviços e espaços à disposição. Agora é diferente. Quem me acompanha gosta tanto da boa vida como a Mula, por isso temos de aproveitar.

 

Já vos falei aqui sobre o fantástico espaço e serviço, já vos mostrei como são amorosos os quartos. As vistas continuam fantásticas. É bom acordar aqui. 

 

1564068861931.jpg

 

Antes de mais, não posso deixar de dar os parabéns pela política do hotel na utilização do SPA: todos podem utilizar, mas as crianças têm horários restritos, o que permite a pessoas que não tenham grande paciência para barulho poderem usufruir em alguns períodos do espaço de modo mais tranquilo. Fui lá várias vezes em vários períodos diferentes - eu disse que usei e abusei... - e tive bastante sorte porque as famílias que usaram o espaço eram bastante tranquilas e as crianças em algum momento incomodaram.

 

1564067948219.jpg

1564068222744.jpg

 

Como podem ver pelas fotos, o SPA tem um circuito de águas, banho turco e sauna, e no espaço do circuito de águas temos vista para a fantástica paisagem e piscina exterior, através de grandes janelas em toda a parede lateral.

 

Nas férias, nestes espaços, há grandes dilemas SEMPRE... E aqui não foi exceção: Ficamos no SPA ou vamos pra piscina? Que difícil decisão... Optamos por ir pra piscina ao final da tarde e depois no dia seguinte retomamos ao SPA de manhã e um bocadinho à piscina antes de irmos embora. Entretanto deixem-me só avisar-vos que se querem aproveitar a piscina exterior só para vocês, que a melhor altura do dia é de manhã, que a malta está toda dividida entre o SPA e o pequeno-almoço. Já de tarde... De tarde é complicado nadar, ou encontrar um espaço para nos esticarmos ao sol. Fiquei na borda da piscina a apanhar sol, que arranjar cadeiras, puffs ou o que fosse, foi simplesmente impossível.

 

1564100095251.jpg

 

Quando fui a primeira vez, a piscina exterior ainda estava em construção e fiquei bastante agradada com o espaço que criaram. Há partes que ainda me parecem em construção e o acesso à piscina parece-me demasiado improvisado e estranho, mas possivelmente ainda não será o acesso definitivo. 

 

Conhecia o restaurante do Hotel, lembro-me bem de ter adorado tudo por isso tive de repetir: Até já fico a salivar novamente só de recordar... Mas adiante.

 

No restaurante Biclaque, cada prato é um momento de prazer, de degustação, onde os sabores são bastante apurados. É realmente um restaurante com comida fantástica. Requintado mas despretensioso. Apesar de ser fora do meu habitat natural, que isto de ser Mula chique pobre tem destas coisas, senti-me sempre confortável e de algum modo os funcionários nos fizeram sentir que não pertencíamos ali. É mesmo um espaço confortável e acolhedor, com gente simpática que sabem acolher.

 

1564099703116.jpg

 

Para além das normais entradas de pãozinho quentinho e azeite da região para molhar - só coisinhas saudáveis portanto - optamos por um naco de carne - costoletão? - muito tenro, muito bem temperado e saboroso, acompanhado por umas batatas estranhamente boas. Digo estranhas porque não vos sei dizer como eram feitas. Eram batatas altamente crocantes como se fossem panadas mas sem ser - acho eu... -  e uma salada. Ele finalizou com a telha de chocolate, que é uma explosão de sabores de chocolate negro e frutos vermelhos e eu comi apenas o melhor gelado de sempre. Só quem conhece as bolas de berlim do Natário - de Viana do Castelo - me vai compreender mas... Imaginem uma bola de berlim do Natário, mas em gelado. Basicamente é isto. Foi um gelado de doce de ovos frito, polvilhado com canela e açúcar e é só a coisa mais fantástica que eu comi, e olhem que eu já comi coisas muito boas nesta vida!

 

Tenho também de salientar, e apesar de ter zero fotografias, que o pequeno-almoço é dos mais diversificados que eu já vi num hotel. Muita fruta variada, como amoras, mirtilos, cerejas, morangos, e muito sumo de fruta - mesmo fruta! -, compotas várias, panquecas fantásticas, pão de todas as qualidades, formas e farinhas, bolos, queijos. Muito bom. E desta vez não caí no erro de pedir o pequeno-almoço no quarto. É bom poder escolher o que quero comer e repetir as vezes que desejar. É bom comer de pijama e na ronha, mas é ainda melhor ter comida à descrição... E não me julguem, já sabem como eu sou.

 

Antes de me despedir deste hotel, tenho de salientar a simpatia de todo o pessoal. Da receção ao SPA, passando pelo restaurante e pelo pessoal do bar. Muito prestáveis, sempre com um sorriso pronto. São os mesmos de quando ali estive. Fiquei feliz por ter percebido isso. E por isso mesmo se me voltarem a ler: Parabéns pelo paraíso que criaram!

 

Já sabem... Se eu gosto, eu volto, e aqui fica a promessa que voltarei!

Micolet - Roupa a preço da chuva

A Micolet apresentou-se à Mula e a Mula não perdeu a oportunidade de lhe dar uma oportunidade. Sou - ou era, vá - um pouco cética no que toda a roupa "usada", pois ficava sempre com receio - essencialmente  em lojas online - que as peças não viessem em bom estado. A Micolet veio acabar com este mito da Mula.

 

A Micolet é uma loja online de roupa e acessórios para mulher em segunda mão com preços incríveis. O que achei mais incrível é a quantidade de peças novas, com etiqueta, vendidas em perfeito estado, vendidas ao preço da chuva. Nesta loja online encontramos várias marcas, das mais exclusivas às mais banais, das mais baratas às mais dispendiosas e é uma perfeita oportunidade para comprarem grandes marcas, como Bimba & Lola e Massimo Dutti a preços banais. Desde vestidos de festa a vestidos de praia, de carteiras a cintos, passando por calças e calçado, encontramos um pouco de tudo. Há muitas peças completamente novas, que nunca foram usadas e peças usadas em bom estado. Sempre que a peça tem algum tipo de defeito, nas observações podem ler qual o problema. Podem também aceder à mesma peça, com diferentes preços, mediante o estado da mesma.

 

A Micolet deu a oportunidade à Mula de escolher algumas peças, e eu que sou doida por vestidos, escolhi três vestidos e uma blusa. Dois dos vestidos eram novos, com etiqueta. O Top vinha também com a etiqueta. Posso dizer-vos que nenhuma destas peças, no site, custava mais de 10€ e digo-vos que as quatro peças chegaram em perfeitas condições sem nenhum tipo de problema ou desgaste - nem o vestido sem etiqueta.

1562945247864.jpg

 

Aqui podem ver as peças que eu escolhi. Só o vestido vermelho não me serve - serve mas não me mexo! - mas vai servir, vai servir como motivação para andar da perna no ginásio e fechar a boca. No Outono aquele vestidinho vermelho irá assentar neste corpinho que nem uma luva, garanto-vos.

 

A experiência foi realmente muito boa. Sugiro-vos que façam uma visitinha aqui:

 

 

Até porque se forem como a Mula, adoram roupa, e esta é uma boa forma de renovarem o guarda-roupa sem gastarem todo o vosso salário com isso.

 

Alguém já conhecia esta loja online? Já utilizaram? Contem-me tudo!

A Mula também experimenta coisas e fala sobre isso #24 Creme Olay Regenarist

Lembram-se de vos ter dito aqui que vos iria falar de dois produtinhos: um que adorei e outro que odiei? Vem tarde, mas vem, eis o produto de que me tornei fã - em breve alertar-vos-ei para não gastarem o vosso precioso dinheiro no outro produtinho.

 

A Mula anda com sorte nesta coisa dos passatempos e a verdade é que a Para Mim tem sido generosa. Faço entretanto publicidade gratuita, mas a verdade é que sou seguidora há imensos anos e recebo constantemente produtos e dicas essenciais para o dia-a-dia, por isso merecem sem sombra de dúvidas a publicidade. Desta vez ofereceram-me um lote de amostras deste creme da Olay, que eu fiz questão de partilhar com família e amigos, após devida aprovação - que a Mula não dá nada sem experimentar.

 

 

 

 

 

Supostamente é um creme anti-idade para pessoas com peles mais maduras, mas como diz a nossa querida Maria das Palavras de borla até injecções na testa, e se ofereceram, experimentei sim, e tenho já a dizer-vos que fiquei fã. Para mim creme é creme e não me parece que haja algo num creme que possa prejudicar. Claro que posso não necessitar de toda a sua potencia, ou não ter acesso à totalidade dos seus benefícios, mas um creme é suposto hidratar a pele e por isso, há situações que não olho muito para a suposta idade. Hidrata serve, não hidrata não serve, hidrata a pele em demasia e fica oleosa não serve, hidrata a pele de forma a ficar fofinha e não gordurosa, serve pois claro. É mais ou menos assim que eu classifico e escolho os cremes.

 

Adiante.

 

É um creme de dia, mas não nego, atualmente uso-o de dia e de noite. Hidrata bastante a minha pele - que é oleosa - sem a deixar gordurosa, é absorvida rapidamente e não deixa brilhos exagerados. Tenho tendência a ficar com a pele extremamente desidratada na zona do nariz - descamando inclusive - e isso já não acontece, e mesmo a minha rosácea tolera muito bem o creme e sinto que a acalma, essencialmente após tirar a maquilhagem que fico com a pele mais irritada. Sendo um creme de dia, peca por não ter proteção factor de proteção solar (FPS) e por isso não dispensa a aplicação de um protetor solar antes da base. Como os dias estão mais quentes e tenho a pele mais bronzeada tenho atualmente optado por usar no dia-a-dia BB Cream por isso dispensa a utilização do protetor solar, se não de outra forma teria de o aplicar antes da base.

 

E é isto minha gente boa. Não sei se é o creme ideal para peles jovens como a minha ou não - ainda que as rugas de expressão estão a começar aparecer e urge começar a evitá-las - mas a verdade é que do ponto de vista da hidratação - que é do que vos posso falar - gostei muito e recomendo, de resto, não sou a pessoa mais adequada para vos aconselhar.

 

Mas já agora, malta desse lado, falem-me sobre cremes: acham mesmo que isto dos cremes para determinadas idades deve ser cumprido? Ou será apenas uma questão de marketing para levar mais dinheiro às pessoas com mais idade?

A Mula também experimenta coisas e fala sobre isso #23 Unstoppables by Lenor // PASSATEMPO

A Mula recebeu um novo produto que a conquistou por completo: Pelo perfume, pela praticidade, pela utilidade. A Mula recebeu as pérolas perfumadas Unstoppables da Lenor e adorou.

 

Recebi em dois aromas: o Fresh e o Lavish e gostava muito de experimentar o Spring. Como também recebi vales de desconto, a ver se aproveito.

 

Screenshot_1.png

 

As pérolas perfumadas da Lenor são muito fáceis de utilizar: Atiram-se algumas pérolas no tambor da máquina, depois coloca-se a roupa e é só lavar como habitualmente.

 

Desta forma dispenso a utilização do amaciador, pois que só o uso pelo cheirinho, mas quem quiser pode acrescentar o amaciador, mas alerto já que o aroma das Unstoppables se sobrepõe aos restantes cheirinhos. O cheiro é duradouro e bastante agradável. Notei claras diferenças de outros amaciadores, essencialmente no que toca à roupa de desporto, que é sempre o meu maior problema. Com os amaciadores normais, parece que a roupa de desporto não "agarra" o cheirinho e tem sempre aquele cheiro sem graça de uma roupa que está sempre impregnada de suor... Mas com as Unstoppables a roupa de desporto fica realmente a cheirar a perfume. Mas no resto da roupa, não senti que tivesse um cheiro mais intenso que outros amaciadores, mas senti que dura mais tempo na roupa guardada. Mesmo que a roupa fique mais tempo na máquina que o normal - que com tantos outros produtos de lavagem implica voltar a lavar a roupa - com as Unstoppables a roupa não ganha aquele cheiro estranho - a mofo? - da roupa molhada, por isso permite uma poupança - em pessoas que como eu se esquecem com frequência da roupa na máquina - de água, energia e produtos de lavagem.

 

E porque a Mula fez anos, e está de férias e até acordou bem disposta decidiu oferecer-vos uma embalagem Unstoppables fresh, para participarem, só têm de preencher o inquérito aqui em baixo. Quem for seguidor da Mula no facebook, duplica as possibilidades de ganhar, e quem for seguidor da Mula no Facebook e no Instagram, triplica as possibilidades de ganhar.

 

O passatempo é exclusivo apenas a residentes em Portugal (continente e ilhas) e é válido até 30 de Abril. Vencedor será divulgado até o dia 5 de Maio.

 

Boa Sorte!

A Mula também experimenta coisas e fala sobre isso #22 Perfum'Ar

Sapo meu, Sapo meu, existe bloger mais desnaturada que eu? Não existe, pois claro que não existe! É por estas e por outras que nunca serei uma blogo-independente. Mas adiante...

 

 

IMG_20190401_000044.jpg

 

 

No início do mês a Carolina, da Perfum'Ar enviou-me um miminho para eu testar. E só agora é que o consigo mostrar e falar sobre, e dizer que adorei e falar-vos desta pequena maravilha cheirosa. 

 

A Perfum'Ar é um projeto português, que promete aromatizar a nossa vida, com uma vasta gama de produtos, como podem ver: Desde artigos para a casa, a artigos para o carro, tudo um pouco a Perfum'Ar tem.

 

perfumar.png

perfumar2.png

 

 

A Carolina ofereceu-me um coração de soja perfumado, numa caixinha de edição especial Dia dos Namorados, ou seja, numa caixinha super amorosa que serve como ótima prenda neste dia para muitos tão especial.

 

 

IMG_20190401_001350.jpg

IMG_20190401_001452.jpg

 

 

Para além de ser uma forma muito amorosa e diferente de nos declararmos a alguém, ainda nos permite dar um toque na nossa decoração em casa. Quanto ao cheirinho... Posso atestar que é do melhor que há e bastante duradouro.

 

 

1554077740187.jpg

 

Sou há muito tempo fã de queimadores, acho que para além de perfumarem a casa, dão ali um ambiente bastante agradável, no entanto desde que tenho gatos que deixei de utilizar estes queimadores, pois não os posso ter expostos sob pena dos gatos irem beber o líquido aromático - quem tem gatos sabe como eles são bastante doidos! No entanto, estes corações de soja têm uma elevada vantagem face aos queimadores líquidos. Como podem ver pelas fotografias seguintes, o coração de soja derrete totalmente ficando líquido e incolor - ao início confesso que achei que lá se ia a grande vantagem do produto - mas apenas uns minutos após apagar a vela o produto volta ao estado sólido, o que significa que não é um perigo para quem tem gatos. Há claramente o perigo dos ditos atirarem o queimador ao chão como tudo o que vêm em cima de móveis... Mas já não há o risco de irem beber o cheirinho, ao contrário dos queimadores com essência líquida.

 

1554077876128.jpg

 

A área onde utilizei o coração perfumado não é muito grande, mas a verdade é que me surpreendi com o alcance do coração. Não só ficou a cheirar no quarto - onde o acendi - como em toda a sala - que ainda é grande! - e casa de banho, ou seja, o alcance do aroma é bastante bom. E o cheirinho? Já vos disse que cheira mesmo muito bem? A Perfum'Ar garante que cada coração permite perfumar a casa pelo menos durante 5 horas - dependendo do queimador - o que é um resultado muito bom tendo em conta o tamanho do coração. O meu só o usei durante menos de 30 minutos, mas o espaço ficou logo a cheirar bastante bem, por isso antevejo que vai ser um produto que ainda vai durar bastante aqui em casa.

 

Gostei bastante da marca. Não conhecia, nem nunca ouvi falar, mas realmente surpreendeu-me. Aliás, vocês sabem que só falo de produtos em que acredito, por isso sugiro-vos que passem lá na página da Carolina e que perfumem as vossas vidas!

 

Alguém conhecia a Perfum'Ar?

A Mula foi a uma sessão de Barras de Access

A Mula foi convidada a participar numa terapia que utiliza por base a energia e lá foi toda lampeira ver o que era, curiosa que só visto. E antes que comecem já a ficar com o cérebro num nó cego e fechem já a publicação, a Mula explica o que é. Nós cegos no cérebro é tudo o que as Barras de Access não querem!

 

(imagem retirada daqui)

 

As Barras de Access é uma terapia energética que permite através da ativação de determinados pontos no crânio, libertar energia e desbloquear emoções, pensamentos, crenças, limitações psicológicas, entre outras situações. No total são 32 pontos que devidamente estimulados permitem libertação de stress, alívio da ansiedade e outras perturbações do indivíduo que possam impedir o seu bem estar mental e emocional, e até mesmo físico, já que tantas dores são psicossomáticas, ou seja, são físicas, mas têm origens na mente.

 

Têm aqui um esquema dos vários pontos que são trabalhados durante uma sessão de cerca de 1h30.

 

Access_bars_training.jpg

(imagem retirada daqui)

 

Não é preciso ter nenhuma patologia para experimentar esta terapia - olhem aqui a Mula já a salvaguardar-se! - mas poderão ter mais noção do impacto na vossa vida, se tiverem, claramente algum problema que vos possa estar a afetar. 

 

Como sabem, estou a passar por uma fase delicada, que me gera um elevado grau de ansiedade e me prejudica o sono e a concentração, para além de que algumas questões do meu dia-a-dia foram bloqueadas consciente ou inconscientemente. Posso dizer-vos por exemplo que apesar de já estar separada há 4 meses ainda não consegui ir buscar as minhas coisas à que outrora foi minha casa. Isto permite-vos ter noção do meu estado de confusão e angústia. Por isso quando fui convidada a participar numa sessão, claro que aceitei. Mal não haveria de fazer.

 

Mas deixemo-nos de teorias. O que é que eu senti? O que é que a Mula que é assim meia cética meia crente nestas coisas sentiu?

 

É assustador confesso. Em primeiro lugar, durante a sessão senti-me totalmente desativada. Senti o corpo mesmo muito pesado, totalmente relaxado - tão relaxado que vos confesso que volta e meia mexia um dedito dos pés, só para ter a certeza que ainda estava viva e quiçá portadora de todas as minhas faculdades mecânicas -, e apesar de isto parecer assustador acreditem que é libertador. À medida que a moça ia movendo os dedos fui sentindo diferentes sensações: desde arrepios, vibrações, frio, calor...  Basicamente sempre que ela mudava a posição dos dedos e tocava em novas áreas, novas sensações - estranhas - foram aparecendo. E juro-vos que não bebi nada alcoólico antes da sessão, nem fumei nada esquisito. Mais sóbria era impossível. É realmente estranho, mas é incrível!

 

No final da sessão senti-me totalmente relaxada, parecia que tinha recebido uma full-body massage, apesar de todo o tempo ter sido concentrado na minha cabeça. Após a terapia propriamente dita, falamos sobre o que aconteceu e explicou-me os pontos que estavam mais sobrecarregados e bloqueados, que no meu caso são os pontos referentes ao dinheiro e ao controlo. É aqui que concentro as minhas preocupações atuais: no dinheiro - na mouche! - e na vontade que tenho de controlar. Bingo! 1-0 para as Barras de Access. A verdade é que atualmente e parece que cada vez mais, sinto uma vontade enorme de tentar ter o controlo sobre tudo, sobre mim, sobre os outros, sobre as situações e a verdade é que na maior parte das vezes não tenho o controlo de nada e isso causa-me, obviamente, ansiedade.

 

Os resultados posteriores não são fáceis de avaliar, há quem sinta grandes melhorias ao nível do sono, da ansiedade, da compulsão... No meu caso, posso dizer-vos que foi um pouco diferente do esperado, mas tendo em conta o ponto do controlo que foi desbloqueado faz sentido. A verdade é que pela primeira vez em muito tempo permiti-me ficar triste. Ficar em casa, sozinha, triste. Permiti-me chorar, desabar. E apesar de parecer que foi um descontrolo total, a verdade é que é uma coisa boa. Passo o tempo todo a controlar-me, a tentar aparentar estar bem e a sorrir, que desabar foi... Deixem-me dizer-vos: Libertador!

 

A verdade é que não me tenho permitido fazer o luto do fim do meu casamento. A verdade é que tenho tentado manter-me ocupada, entretida, acompanhada, para evitar este confronto com a realidade: Estou sozinha. E parece que esta sessão permitiu-me isso: Ficar só, comigo, triste. Porque estar triste também faz parte, e se varremos demasiado as nossas tristezas para debaixo do tapete não se avizinha um bom futuro. Diz-vos a Mula que já varreu demasiadas tristezas para debaixo do tapete e depois como sabem... Puff!

 

Ao nível do sono, que é terrível, melhorou igualmente. Sinto que tenho um sono mais profundo, e consigo avaliar isso porque estava a passar por uma fase em que sonhava demasiado - e pesadelos então... - e a verdade é que desde a sessão que não voltei nem a sonhar nem a ter pesadelos - pelo menos que me afetem ao ponto de me recordar e de me acordarem a meio da noite como habitual.

 

Dizem que os resultados de uma sessão podem durar 21 dias, ou seja, isto só ainda está a começar, mas estou a gostar do que estou a sentir. Estou acima de tudo a tentar aceitar-me, e a aceitar a minha "nova condição". Sinto, de verdade, que me ajudou.

 

Ficaram curiosos? Experimentem. No Porto recomendo vivamente a Sara. Passem pela sua página de facebook , a menina é muito simpática, tirem com ela quaisquer dúvidas que tenham, que sintam, e marquem uma sessão. O nosso bem estar é o nosso maior tesouro.

 

Já agora questiono-vos: Alguém daqui já experimentou? Se sim, o que sentiram?

A Mula também experimenta coisas e fala sobre isso #21 Nivea Silk Mousse

Isto não é uma review é uma ode ao banho! Uma ode às sensações...

 

Acabou o gel de banho para o ginásio da Mula - até parece que vou muitas vezes! - e então procurei uma solução que fosse pequenina e que não vertesse, porque eu sou perita em espalhar gel de banho, champô e serum no saco do ginásio. Deve ser para cheirar bem... Mas adiante! Encontrei este menino no supermercado e apesar de nunca ter ouvido falar decidi experimentar.

 

 

Experimentei este da imagem que é de baunilha e caramelo. Contrariamente ao de framboesa e ruibarbo - que pelo que percebi cheira muito bem -, esta quase não tem cheiro. Mas aqui sinceramente o que vale é a sensação de banho. Estão a ver aquela espuma fofinha e densa da espuma de barbear? Imaginem-se todos envolvidos em espuma de barbear...

 

É igual!

 

É uma sensação mesmo agradável.

 

Então, e ó Mula, e a pele fica fofinha como prometem? Não. Isso não. Pelo menos a minha não. Mas ó pá! A sensação é mesmo incrível ainda que não sinta a pele macia nem com cheirinho depois do banho mas... é muito melhor que um gel de banho comum. Fiquei convencida.

A Mula também experimenta coisas e fala sobre isso #20 Batons líquidos

Sou a pior pessoa que existe para vos falar de maquilhagem, porque apesar de me maquilhar no dia-a-dia - comecei a aprender quando estava desempregada - não percebo tanto assim disto, mas ainda assim a minha opinião banal e de utilização diária pode ajudar outras pessoas que tal como a Mula percebem muito pouco sobre a poda. Falo-vos apenas da minha experiência.

 

Eu tenho um problema no que toda a batons:  tenho tendência a comê-los. Sabem que eu sou gulosa! Vá, brincadeirinha, não pego no batons e os trinco, nada disso, mas a verdadade é que tenho a mania de lamber os lábios e quando ponho batom não é exceção, por isso é que para o dia-a-dia, uso base, sombra, rimel e quando uso batom, uso apenas os de barra, mas duram muito pouco tempo o que faz com que tenha de estar sempre a retocar. Na maioria das vezes ando de lábios ao léu.

 

No entanto, para dias de festa tenho alguns batons líquidos de longa duração que duram nos lábios da Mula algumas horas.O grande problema é que normalmente os batons de longa duração secam demasiado os lábios. Mas vou já falar-vos dos meus favoritos.

 

IMG_20180715_185217.jpg

 

O meu grande problema com os batons líquidos é a aplicação confesso, tenho  de me sentar e de me preparar física e psicologicamente para ter de recomeçar este processo vezes sem conta porque a probabilidade de me borratar toda e recomeçar todo o processo é muito grande. O ideal é aplicar o batom muito devagarinho, espalhando-o com tino e ir fazendo o contorno com mesmo muito cuidado. Este processo é tanto mais importante quanto mais escuras forem as cores.

 

 

Double Touch - 10 Hours Lipstick da Kiko Milano

IMG_20180715_185524.jpg

 

Se procuram diversidade de cores, a Kiko é das marcas que mais variedade oferece, e pelo menos estes são de qualidade. Pelo menos, eu gosto. Tenho este rosa - que é um rosa avermelhado - que é super fácil de aplicar e o vermelho escuro que é mais difícil de aplicar. São os dois super pigmentados, com cores vivas e duradouras. Este batom líquido tem uma grande vantagem, podem usar como líquido mate, ou com o gloss, mas na minha opinião não fica bonito sem o gloss e resseca demasiado os lábios por isso estes eu uso sempre com o gloss. Tem a vantagem de que podemos ir hidratando ao longo do dia com o gloss caso sintamos os lábios a secarem. Dura bastante tempo desde que bem aplicado - deve-se aplicar primeiro o batom, esperar um ou dois minutos para secar bem e só depois aplicar o gloss. Tem o defeito de que quando começa a sair, sai de dentro para fora, ou seja, quando derem por vocês só têm o contorno do batom, que o resto já se foi. Não dura, pelo menos em mim não dura, 10 horas sem retocar.

 

 

Intense Superfix Duo Batom Mate e Brilho d' O Boticário

IMG_20180715_185631.jpg

 

Com umas cores bem arrojadas, a Boticário lançou recentemente uma gama de batons que tal como os da kiko podem ser utilizados mate ou com o gloss. Confesso que ao nível de batom com o gloss prefiro os da Kiko, talvez pelo tipo de cores serem diferentes, mas para usar mate prefiro este da boticário. Não me ressecou os lábios - resseca um pouco só enquanto está a secar, mas depois de secar totalmente não cola nem nada. Não dura a noite toda - tal como os da Kiko, lá está, eu como os batons - mas tem a grande vantagem de que não sai de dentro para fora, sai por todo de forma igual, por isso vai saindo tão naturalmente que nem nos apercebemos e tem a vantagem de que estamos sempre lindas na fotografia. Adorei a cor, a minha é o Em Cima do Salto - que eu achava que era um nude clarinho, mas é mais para o castanho. É super fácil de aplicar e de contornar e é um batom confortável. O gloss não aprecio, porque este tipo de cores acho que ficam mais bonitas mate do que brilhante, por isso é uma coisa minha e não do batom em si. Gostei mesmo muito do batom e a qualidade é mesmo muito boa. Se precisarem de encomendar e não tiverem nenhum O Boticário próximo, passem por aqui e encomendem à Carolina que é uma menina muito simpática e ela também vos orienta no que conseguir.

 

 

Batom Líquido Mate da Quem Disse, Berenice?

IMG_20180715_185601.jpg

 

É o mais caro dos três, mas tenho de vos confessar, este é sem dúvida o meu batom líquido favorito. A cor é linda, a durabilidade é muito boa, não resseca nada os lábios, tem um toque super suave, tem um problema: é muito difícil de aplicar. Tem um pincel demasiado fino, não é um pincel que se adapte facilmente aos lábios a probabilidade de me borratar toda é enorme. Confesso que tenho que me benzer 3 e 4 vezes antes de arriscar colocá-lo nos lábios e tenho de ter muito tempo disponível, o que faz dos retoques o mesmo problema. Não dura, tal como os outros, um dia inteiro, tal como os da Kiko sai de dentro para fora do lábio e também fico com tendência a acabar o dia só com o contorno, nesse aspeto o d'O Boticário é excelente. Agora, a nível de pigmentação e sensação labial este é mesmo para mim o melhor, no entanto, também acho que tem um cheiro demasiado intenso para um batom. Nesse aspeto os da Kiko ganham, acho o cheiro dos da Kiko mais agradável.

 

E pronto, estes são os batons líquidos que a Mula usa em dia de festa - no dia-a-dia usa apenas de barra batons nude que quase não se notam - e são estes os meus favoritos.

 

E já agora pergunto-vos: Conhecem batons que se pode lamber à vontade que não saem nem que a Mula tussa?

 

_________________________________________

P.S.: A prova de que a Mula não percebe nada de maquilhagem é que comprou da Yves Rocher um batom líquido a achar que era um batom cor de laranja e era apenas um gloss hidratante com um ligeiro toque de cor! Oh desilusão! É não perceber nada disto e ser cega, porque de certeza que lá dizia que era apenas um bálsamo! Por isso já sabem, não me levem muito a sério!

A Mula também experimenta coisas e fala sobre isso #19 Champô Concentrado da Yves Rocher

A Mula é maníaca pelos seus, outrora longos, cabelos. Vocês sabem e a Yves Rocher também sabe. Vocês sabem também que a Mula gosta de cuidar dos seus cabelos até quando vai ao ginásio, e se não sabiam ficam a saber, porque mesmo quando vou ao ginásio vou apetrechada de amaciadores e de máscaras de cabelo, já que acho que o exercício por culpa do suor, estraga o cabelo - ou então é só mania minha, não sei. Por isso mesmo, a Yves Rocher juntou o útil ao agradável e possibilitou à Mula experimentar o novo champô concentrado, numa embalagem super prática e pequena, perfeita para levar para o ginásio. A Yves Rocher não me pediu rigorosamente nada - é o que mais me agrada na marca! - mas a Mula fala porque gosta e vocês sabem que se eu experimento um produto e gosto, eu partilho convosco.

 

IMG_20180711_172857.jpg

 

 

Este champô concentrado é da gama I Love My Planet. O ano passado já tinha tido a oportunidade de experimentar o gel de banho concentrado da mesma gama, cujos cheirinhos eram simplesmente deliciosos.

 

Antes de mais dizer-vos que este produto chegou na hora certa: quando eu estava de férias, e o facto de ser uma embalagem tão pequenina fez com que a trouxesse comigo e a começasse de imediato a experimentar.

 

Vocês sabem que eu sou muito seleta no que toca aos meus champôs: Não uso, regularmente, produtos de supermercado, uso normalmente de grandes marcas mas importa referir que não quero, de forma alguma fazer comparação deste champô com os meus da L'Oreal ou da Tigi. Seria já à partida uma comparação injusta, já que estaríamos a comparar um champô de 3,95€ com um que custa cerca de 20€. Daí referir que o uso maioritariamente quando vou ao ginásio porque é no ginásio que eu uso produtos de supermercado, já que tantas vezes acabam vertidos no saco - também vos acontece? - e também porque são embalagens grandes e nada práticas. Por isso a minha opinião terá por base champôs de utilização regular ao alcance de todas as carteiras.

 

Numa altura em que as preocupações ambientais estão no seu auge, este champô faz todo o sentido.

 

Capturar.JPG

 

Custa apenas 3,95€, garante a Yves Rocher que dá para 30 lavagens porque apesar de ter uma embalagem de tamanho reduzido, com menos plástico, dá para a mesma utilização que um champô de 300ml. Tem um doseador perfeito e um só pump é suficiente para lavar o cabelo e ainda é um doseador anti pingos, por isso, adeus champô vertido no saco do ginásio. Poupança a triplicar Como podem ver pela imagem é um champô sem silicone, sem parabenos nem corantes e faz bastante espuma.

 

O champô lava muito bem, e lembra-me os champôs purificadores: ou seja o cabelo fica impecavelmente limpo mas fica um pouco seco. Por isso para mim ao usar este champô implica sempre a utilização de um amaciador - ainda que para mim seja sempre indispensável o uso de condicionador - para amaciar o cabelo. Como o cabelo fica bem limpo, aguento facilmente dois dias sem lavar - o que não acontece com todos os champôs - o que é poupança a dobrar.

 

Confesso que só houve uma coisa que me desiludiu neste champô: É o cheiro. Habituada pelos géis de banho concentrados a terem perfumes incríveis, achei que este champô também os teria, mas não é o caso, cheira só a champô sem qualquer toque perfumado.

 

A Mula recomenda este champô porque para além de ser um produto de qualidade ainda é um produto prático.

 

Também gostavam de experimentar? Passem no Instagram da Mula para verem como podem ganhar um champô concentrado e um lápis preto de olhos.

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.